DESTAQUE

Quatro exoplanetas foram encontrados orbitando estrela similar ao Sol

Por
19 de Agosto de 2017
O sistema de Tau Ceti comparado ao nosso
Créditos: Universidade de Hertfordshire

Tau Ceti é uma das estrelas mais próximas do Sol, distando somente 12 anos-luz, e também é similar a ele, sendo classificada como uma anã-amarela do tipo G, com 0,78 da massa do Sol e metade de seu brilho. Desde 1988 várias observações com o método de velocidade radial, que mede o efeito na estrela produzido pela gravidade de algum planeta próximo, já haviam descartado a presença de grandes planetas gasosos a distâncias similares a de Júpiter. Um estudo em 2012 já havia apontado a possibilidade de cinco exoplanetas, dois na região habitável, e um estudo mais recente acaba de ser divulgado. Liderado por Fabo Feng, da Universidade de Hertfordshire, ele será publicado no Astronomical Journal.

Foram quatro os exoplanetas candidatos localizados graças à sua influência gravitacional. Tau Ceti g tem uma órbita que se completa em 20 dias terrestres, h em 49,3 dias, e em 160 dias e f em 600 dias. Os dois primeiros têm massas aproximadamente iguais a 1,7 massas terrestres, e esse valor para o mais externo é de 3,9, sendo todos classificados como super-Terras. Tau Ceti orbita e na borda interna da região habitável, e f na borda externa, onde as temperaturas na superfície dos mundos permitiriam a existência de água líquida. Porém, os astrônomos encontraram evidências de que Tau Ceti está cercada por um enorme campo de detritos ou asteroides, o que pode resultar em impactos frequentes na superfície de seus planetas, dificultando ou até impossibilitando a existência de vida.

Mesmo assim a descoberta se reveste de uma tremenda importância, pois comprova o desenvolvimento científico e tecnológico traduzido na precisão com que os instrumentos conseguem medir a diferença no movimento de estrelas distantes. Além disso, novas técnicas de processamento conseguem distinguir entre a atividade na superfície da estrela e o efeito gravitacional de um planeta ainda não descoberto, permitindo que esses achados sejam confirmados com maior facilidade. A equipe responsável pela descoberta em Tau Ceti utilizou o Buscador de Planetas pela Velocidade Radial Altamente Acurado (HARPS) do telescópio de La Silla no Chile. Outro instrumento semelhante utilizado foi o similar Hires, instalado no telescópio Keck no Havaí. Aplicando softwares e técnicas sofisticadas eles foram capazes de medir variações no movimento da estrela da ordem de 30 centímetros por segundo.

CADA VEZ MAIS PRÓXIMOS DE DESCOBRIR MUNDOS ANÁLOGOS DA TERRA

Dessa maneira concluíram que eram quatro os exoplanetas e puderam estimar com igual precisão suas massas. O grau de evolução dos instrumentos e das técnicas de observação levaram os cientistas a estimar que em poucos anos conseguirão medir deslocamentos de até 10 centímetros por segundo, limite considerado ideal para medir a influência gravitacional de planetas do tamanho da Terra. Assim, dentro de pouco tempo uma nova revolução na ciência exoplanetária irá acontecer, quando poderemos encontrar planetas não somente semelhantes em tamanho ao nosso, mas também situados na região habitável de suas estrelas. Nesse momento termos como potencialmente habitável e semelhante à Terra darão lugar a análogo à Terra, e diante da conservadora estimativa de 100 bilhões de planetas somente na Via Láctea, as perspectivas são muito animadoras.

Leia o artigo descrevendo a descoberta dos planetas em Tau Ceti.

Confirmada a existência de planeta em órbita da estrela mais próxima do Sol

Exoplaneta Proxima b pode realmente abrigar vida alienígena

Equipe brasileira descobre exoplaneta semelhante a Júpiter

Planeta habitável é encontrado próximo a nosso Sistema Solar

Novo exoplaneta é considerado o melhor lugar para procurar vida alienígena

Descoberta de sete exoplanetas revoluciona busca por vida alienígena

Publicado um catálogo com os planetas que podem abrigar vida extraterrestre

Buscam inteligência extraterrestre em exoplaneta recém descoberto

Saiba mais:

Livro: Guia da Tipologia Extraterrestre

DVD: Planetas Alienígenas

crédito: Revista UFO
Planetas Alienígenas
Planetas Alienígenas

A ciência tem comprovado, em um ritmo cada vez maior, que apenas em nossa galáxia existem bilhões de planetas com possibilidade de abrigar vida. Destes, é enorme a quantidade de mundos que podem conter vida inteligente em seus sistemas, sociedades que apenas esperam ser encontradas. Este DVD confirma que o cosmos está repleto de vida inteligente, fazendo ser apenas uma questão de tempo que nós, terrestres, conheçamos nossos semelhantes lá fora. E este conhecimento será transformador para a população mundial.

Já está no ar a Edição 217 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2014

A descoberta de novos mundos