DESTAQUE

Próximo objetivo da nave New Horizons se revela mais misterioso do que antes se considerava

Por
12 de Agosto de 2017
Novas observações indicam que o 2014 MU69 pode ser um asteroide duplo
Créditos: NASA

Em setembro de 2015 o objeto do Cinturão Kuiper (KBO) 2014 MU69 foi selecionado como o segundo objetivo da missão da nave New Horizons da NASA. Após a histórica visita a Plutão ocorrida em 14 de julho de 2015, completando o reconhecimento dos nove planetas clássicos do Sistema Solar, estava previsto que a nave investigasse um ou mais objetos dessa remota região. Os corpos que ali orbitam são remanescentes da época de formação do Sistema Solar e desse estudo podem ser obtidas novas informações para entender melhor esse processo, bem como o surgimento da vida na Terra. Medições anteriores permitiram estimar que o 2014 MU69 seria formado por gelo e rochas, com formato aproximadamente esférico e tamanho entre 18 a 41 km.

Contudo, a fim de obter mais informações sobre o objeto, situado a mais de 6,5 bilhões de km da Terra, têm sido realizadas campanhas de observação e a mais recente ocorreu em 17 de julho de 2017. O asteroide passou diante de uma estrela, fenômeno chamado de ocultação, permitindo que os astrônomos colhessem inúmeras informações importantes. O telescópio espacial Hubble foi utilizado para inspecionar as proximidades do KBO, a fim de verificar se será segura a passagem da New Horizons em suas proximidades. A NASA utilizou seu telescópio Sofia, sigla para Observatório Estratosférico para Astronomia Infravermelha, montado em um Boeing 747, a fim de prover ainda mais informações.

Graças a essas informações, a equipe da nave postou uma rede de telescópios móveis, principalmente nas províncias de Chubut e Santa Cruz na Argentina, e conseguiu flagrar a ocultação. Baseados nas novas informações, os cientistas agora acreditam que o 2014 MU69 tenha no máximo 30 km de comprimento, se for um objeto de formato aproximadamente oval. Entretanto, também existe a suspeita de que o asteroide possa ser na verdade composto por dois objetos muito próximos, cada um medindo entre 15 a 20 km de extensão. O 2014 MU69 foi escolhido para o novo sobrevoo da New Horizons por ser o menos custoso para ser alcançado em termos de combustível da nave, permitindo que esta possa ser mais facilmente manobrada em caso de necessidade. Com os novos dados, esse objeto revelou-se ainda mais interessante do que o considerado a princípio e em sua visita a New Horizons fará novamente história, sendo esse o corpo celeste mais distante já visitado por uma nave terrestre, a mais de 6,5 bilhões de km da Terra. O encontro, em 01 de janeiro de 2019, sem dúvida proporcionará uma inédita riqueza de informações para a pesquisa a respeito da formação e evolução do Sistema Solar.

crédito: NASA
O encontro da New Horizons com o 2014 MU69 acontece em 2019
O encontro da New Horizons com o 2014 MU69 acontecerá em 2019

Visite o site oficial da missão New Horizons

Confira um vídeo sobre a campanha de observação do 2014 MU69

Veja o 2014 MU69 ocultando uma estrela

Este site tem um gif animado da ocultação e uma descrição da observação

Escolhido próximo objetivo da missão New Horizons

Nave New Horizons transmite últimas informações de Plutão para a Terra

Novas imagens mostram Plutão mais complexo do que se acreditava

Novas fotos de Plutão exibem características intrigantes

Rios e lagos podem ter existido em Plutão, além de uma atmosfera mais densa

Saiba mais:

Livro: Dossiê Cometa

DVD: Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial

crédito: Revista UFO
Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial
Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial

Veja em 50 Anos de Exploração Espacial os momentos mais emocionantes da trajetória da NASA, desde o primeiro homem em órbita até as missões do ônibus espacial. A série contém ainda detalhes do funcionamento de satélites espiões, do desenvolvimento da Estação Espacial Internacional e da implantação do telescópio Hubble. Conheça a verdadeira razão de não voltarmos mais à Lua e descubra que o destino agora é Marte, Vênus, Júpiter e mundos além do Sistema Solar, e quais são os planos da NASA para alcançá-los.

Já está no ar a Edição 226 da Revista UFO. Aproveite!

Setembro de 2015

A revelação pode vir de dentro para fora