DESTAQUE

Protótipo de novo avião secreto já voa nos Estados Unidos

Por
16 de Outubro de 2017
Esta imagem do SR-72 foi divulgada pela própria Lockheed Martin; avião deve estar operando nos próximos anos
Créditos: Lockheed Martin

Em julho passado várias testemunhas alegam terem observado, pousando na Plant 42 da Força Aérea norte-americana (USAF) em Palmdale, Califórnia, uma aeronave desconhecida acompanhada por dois jatos T-38. Esse aeródromo é considerado a casa da Skunk Works, a divisão de alta tecnologia e projetos secretos da Lockheed Martin. Dali saíram aviões como o U-2, o SR-71 Blackbird e o F-117 Nighthawk, primeira aeronave com características stealth ou furtivas. Conforme analistas e sites especializados em aeronáutica afirmam, em 2013 a Lockheed revelou a existência do projeto de um avião hipersônico, de ataque e reconhecimento, em 2013.

Assim, especula-se que a misteriosa aeronave seja esse avião ou um protótipo, conhecido como SR-72 e que será o sucessor do famoso Blackbird. A nova aeronave terá capacidade de desempenhar tarefas de Inteligência, vigilância e reconhecimento, além de poder realizar ataques, podendo atingir velocidades de até Mach 6, ou seis vezes a velocidade do som, cerca de 6.126 km/h. Avistamentos do SR-72 poderiam inclusive explicar alguns relatos de testemunhas descrevendo ruídos como explosões no céu, estranhos rastros de condensação e objetos desconhecidos voando a velocidades muito superiores às de aviões comuns. E uma aeronave de reconhecimento tem grandes vantagens sobre satélites, já que as órbitas destes são previsíveis, enquanto não se sabe de qual direção um avião hipersônico virá.

Em 2012 a Agência de Projetos Avançados de Defesa (Darpa) divulgou um comunicado afirmando que os Estados Unidos estavam perdendo sua vantagem estratégica em aviões, já que países como Rússia e China já possuíam aeronaves stealth voando, e outras nações caminhavam para construí-las também. Ficou claro que a USAF deveria retornar para uma vantagem exclusiva, a altíssima velocidade que tornou o SR-71 Blackbird virtualmente ininterceptável. Essa aeronave foi a primeira a ser projetada como um avião "invisível", e era tão veloz que no momento que radares inimigos a captavam não havia mais tempo de mísseis antiaéreos serem direcionados. O Blackbird ainda carregava sofisticados equipamentos de interferência, voando a mais de Mach 3,5. Algumas fontes indicam ainda que o SR-71 podia subir acima de 36.000 m, onde os mísseis não conseguiam manobrar.

VELOCIDADE É O NOVO STEALTH

crédito: Lockheed Martin
Divulgação do SR-72 pela própria Lockheed
Divulgação do SR-72 pela própria Lockheed

Em 06 de dezembro de 1976 o piloto soviético Viktor Belenko desertou, aterrissando no Japão com um Mig-25, interceptador russo que se aproximava do desempenho do Blackbird. Ele disse que o avião espião norte-americano sobrevoava a costa russa desde o espaço internacional, fotografando até centenas de quilômetros do território soviético impunemente. Os russos tentaram várias táticas, incluindo posicionar um Mig-25 na frente do intruso e outro abaixo dele, mas o Blackbird sustentava sua velocidade por muito mais tempo deixando os inimigos para trás. Devido a outras prioridades o SR-71 foi aposentado em 1989, Houve uma tentativa do Congresso norte-americano de reativá-lo nos anos 90, mas a NASA operou quatro unidades até 1997 para pesquisas. A aeronave ainda detém o recorde absoluto de velocidade, com 3.529,6 km//h.

crédito: Lockheed Martin
Como funcionam os motores do SR-72
Como funcionam os motores do SR-72

São essas capacidades que a Skunk Works pretende superar com o novo SR-72. Essa aeronave deve utilizar motores de ciclo combinado, turbina e scramjet, um tipo de motor a jato que ainda aspira ar pela frente, queima combustível e o lança pelo escape, mas sem partes móveis. Ele deve ter aproximadamente o tamanho do Blackbird, que media 32,74 m, e ser propelido por dois desses motores. Uma versão menor chamada Veículo de Testes de Voo (FRV), do tamanho aproximado do F-22 (ao redor de 20 m) já estaria sendo testada equipada com um único motor. Alguns especialistas em aviação afirmam que teria sido o FRV a aeronave secreta vista na Plant 42, e esse protótipo seria um drone não tripulado. O próprio SR-72 teria a capacidade inédita de voar com tripulação ou sem esta, como um drone remotamente pilotado. Orlando Carvalho, vice presidente executivo da Lockheed, disse: "Não posso ser específico, mas nossa equipe Skunk Works está redobrando os esforços em nosso comprometimento com a velocidade. É uma tecnologia que permitirá várias plataformas a operar a duas ou três vezes a velocidade do Blackbird, e por motivos de segurança só posso dizer que a velocidade é maior que Mach 5".

crédito: USAF
Nunca um SR-71 Blackbird foi atingido por foto inimigo; essas capacidades serão muito ampliadas pelo futuro SR-72
Nunca um SR-71 Blackbird foi atingido por fogo inimigo; essas capacidades serão muito ampliadas pelo futuro SR-72

Confira um documentário sobre o SR-71 Blackbird

O X-43 foi um dos protótipos a testar a tecnologia scramjet

Novas informações sobre acidente fatal de piloto nas proximidades da Área 51

Pesquisadores filmam a Área 51 com detalhes inéditos

A linha aérea da Área 51

Bill Clinton fala sobre alienígenas e Área 51 em entrevista

CIA desenvolveu VANTs na Área 51

VANT X-47B realiza primeiro pouso em porta-aviões

Saiba mais:

Livro: Guia da Tipologia dos UFOs

DVD: Revelando os Segredos da Área 51

crédito: Revista UFO
Revelando os Segredos da Área 51
Revelando os Segredos da Área 51

A instalação militar mais secreta e protegida do mundo é, reconhecidamente, a Área 51, que fica no Deserto do Nevada, Estados Unidos. É nela que o governo norte-americano esconde naves extraterrestres acidentadas que consegue resgatar, assim como seus tripulantes, vivos ou mortos. Cientistas das mais diversas especialidades trabalham nos projetos secretos da base, até mesmo naqueles que tentam aproveitar de alguma forma a tecnologia alienígena.

Já está no ar a Edição 161 da Revista UFO. Aproveite!

Janeiro de 2010

Eles estão de volta, e ainda mais desafiadores