DESTAQUE

Projeto de defesa dos Estados Unidos permitirá financiamento para engenharia reversa de UFOs

Por
13 de Dezembro de 2021
O documento deixa claro seu interesse em financiamento para engenharia reversa.
Créditos: GettyImages

Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprova às pressas a Lei de Autorização de Defesa Nacional, que sugere fortemente que é preciso verba imediata para estudos e replicação de tecnologia de fenômenos aéreos não identificados.

No mês passado, a senadora Kirsten Gillibrand, de Nova York apresentou uma emenda à Lei de Autorização de Defesa Nacional do ano fiscal de 2022 para estabelecer um “Escritório de Vigilância e Resolução de Anomalias” para consolidar a coleta e análise de todos os dados de fenômenos aéreos não identificados relacionados com militares em um grupo - o Gabinete de Vigilância e Resolução de Anomalias.

No entanto, antes que essa alteração pudesse ser implementada, a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou a Lei de Autorização de Defesa Nacional (NDAA) (S. 1605), incluindo as fortes disposições sobre UFOs descritas neste artigo, em uma votação nominal de 363-70, e enviou a medida ao Senado dos Estados Unidos, onde deve ser aprovada neste mês. Por que tão rápido? Poderia ser porque este projeto de lei pede financiamento para fazer engenharia reversa de UFOs? Os militares têm algo da qual precise ser feita a engenharia reversa imediatamente?

O artigo diz: “Supervisionar o desenvolvimento de um plano de ciência para desenvolver e testar, conforme praticável, teorias científicas para dar conta das características e desempenho de fenômenos aéreos não identificados que excedam o conhecido estado da arte em ciência ou tecnologia, incluindo nas áreas de propulsão, aerodinâmica controle, assinaturas, estruturas, materiais, sensores, contramedidas, armas, eletrônicos e geração de energia, e fornecer a base para potenciais investimentos futuros para replicar tais características e tecnologias avançadas.”


Será que tal pressa significa que já estão com materiais em mãos?
Fonte: GettyImages

Isso soa como engenharia reversa, certo? O Military.com entrevistou o representante Ruben Gallego, do Arizona, um patrocinador da legislação, que parecia sugerir que a engenharia reversa seria responsabilidade de um grupo do Departamento de Defesa (DoD). “Proteger nossos interesses de segurança nacional significa saber quem e o que está voando no espaço aéreo dos Estados Unidos. Neste momento, nosso sistema de rastreamento e identificação de UFOs está espalhado por todo o DoD e outros departamentos e agências do governo federal.”

Então, o Pentágono quer que uma única organização seja responsável por reverenciar a engenharia de UFOs, ele quer o dinheiro do orçamento imediatamente e não quer nenhuma interferência em trazer a tecnologia superavançada, separá-la e replicá-la - fisicamente ou por modelagem de computador - para os militares norte-americanos serem capazes de lidar com eles se e quando forem encontrados novamente.

Parece que há algo acontecendo que precisa ser resolvido rapidamente? Isso é para fazer a engenharia reversa de uma tecnologia que, dizem muitos rumores, estaria de posse do Programa de Identificação Avançada de Ameaças Aeroespaciais (AATIP) de Harry Reid? Ou o Pentágono já possui UFOs Tic Tac em sua posse? Esta aprovação rápida do projeto de lei é sobre verba do orçamento, fazer a engenharia reversa rapidamente, mantê-la em segredo ou todas as opções acima? Por que o Congresso está tão obstinado em obter a aprovação desse financiamento para UFOs/UAPs?

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos