DESTAQUE

Projeto assinado por Trump iniciou contagem regressiva para revelações dos Estados Unidos sobre UFOs

Por
31 de Dezembro de 2020
Praticamente apagando as luzes de seu mandato, Trump sinaliza positivamente à revelação sobre UFOs
Créditos: The Post

De maneira surpreendente e quase apagando as luzes de seu governo, Trump assina projeto de lei conter Covid-19 e também revelar segredos sobre os UFOs.

A assinatura pelo presidente Donald Trump no domingo passado (27) de um projeto de lei que prevê investimentos de US$ 2,3 trilhões para conter a pandemia do COVID-19 naquele país também iniciou uma contagem regressiva de 180 dias para o Pentágono e agências de espionagem dizerem o que sabem sobre UFOs.

O dispositivo de lei recebeu muito pouca atenção, em parte porque não foi incluído no texto da legislação, de 5.593 páginas, nenhuma informação mais afirmativa sobre a pesquisa ufológica, mas um comentário do comitê que a elaborou anexado à lei anual de autorização de Inteligência, que foi incorporada ao projeto de lei.

O Comitê de Inteligência do Senado, presidido pelo senador Marco Rubio, que é favorável à revelação sobre UFOs, comentou que “dirige o órgão em consulta com o secretário de Defesa e os chefes de tais outras agências para apresentar um relatório dentro de 180 dias a partir da data de promulgação da lei. Queremos saber o que sabem estes comitês de Inteligência e das Forças Armadas do Congresso sobre fenômenos aéreos não identificados”.

Objetos aerotransportados não identificados

O relatório deve abordar, segundo Rubio, “objetos aerotransportados observados que não foram identificados” e deve incluir uma “análise detalhada de dados de fenômenos não identificados coletados por segmentos de inteligência geoespacial, de inteligência de sinais e de inteligência humana”, disse o documento.

O relatório também deve conter “uma análise detalhada de dados do FBI, que foi derivada de investigações de intrusões de fenômenos aéreos não identificados em espaço aéreo restrito dos Estados Unidos e uma avaliação para saber se esta atividade de fenômenos aéreos não identificados pode ser atribuída a um ou mais nações estrangeiras”.

O ex-agente depois Pentágono Luis Elizondo e funcionários legislativos confirmaram na terça-feira (29) ao site The Debrief que o dá início às revelações de UFOs.

 

Fenômenos aéreos não identificados

A porta-voz do Departamento de Defesa, Sue Gough, disse ao New York Post: “Estamos cientes de que o relatório do Comitê de Inteligência do Senado sobre a Lei de Autorização de Inteligência para o ano fiscal de 2021 incluiu um requisito para o diretor de Inteligência Nacional, em consulta com o secretário de Defesa, apresentar um relatório sobre fenômenos aéreos não identificados (UAPs) dentro de 180 dias após a promulgação”.

Porta-vozes de Rubio, que pressionou por mais transparência sobre os UFOs, não responderam aos vários pedidos de comentários do Post. O impulso por mais informações segue a publicação do Pentágono em abril de três vídeos da Marinha mostrando objetos não identificados.

Chris Mellon, ex-subsecretário assistente de Defesa para Inteligência, disse ao The Debrief que “a recém-promulgada Lei de Autorização de Inteligência incorpora a redação do relatório do Comitê de Inteligência do Senado, pedindo um documento não classificado e de todas as fontes sobre o fenômeno UAP. Isso foi realizado na Declaração conjunta que acompanha o projeto de lei”.

“Consequentemente, agora é justo dizer que o pedido de um relatório não classificado sobre o fenômeno UAP [Do inglês unidentified aerial phenomena] conta com o apoio de ambos os partidos em ambas as Casas do Congresso”, disse Mellon, que também é ex-diretor do Comitê de Inteligência do Senado.

Implicações para a segurança nacional

“Supondo que o Poder Executivo honre esse importante pedido, a nação finalmente terá uma base objetiva para avaliar a validade da questão e suas implicações para a segurança nacional. Esta é uma oportunidade extraordinária e há muito esperada”.

Mellon acrescentou: "Tenho esperança de que o novo governo execute rigorosamente suas prerrogativas de supervisão porque as preocupações do público e de numerosos militares dos Estados Unidos foram ignoradas por uma burocracia de segurança nacional complacente por muito tempo."

Nick Pope, que dirigia o “UFO Desk” do Ministério da Defesa do Reino Unido, disse ao The Post: “Eu acolho este movimento, que mostra quão seriamente o fenômeno está sendo levado pela comunidade de inteligência.

Pope disse ainda que “a Força-Tarefa de Fenômenos Aéreos Não Identificados do Pentágono provavelmente já está redigindo o relatório para o DNI enviar ao Comitê de Inteligência do Senado. Ainda restam dúvidas sobre o que o relatório vai dizer e quanto pode ser tornado público, dada a natureza altamente classificada de alguns dos materiais, mas este é um passo na direção certa”.

Trump, como comandante-chefe, descartou perguntas sobre UFOs e possível vida alienígena. “Não acredito, mas, sabe, acho que tudo é possível”, disse ele em uma entrevista no ano passado.

Fonte: New York Post

UFO Recomenda

Já está no ar a Edição 267 da Revista UFO. Aproveite!

Abril de 2019

Um metal extraterrestre