DESTAQUE

Pilotos mexicanos avistam luz intrigante em pleno voo

Por
02 de Agosto de 2019
Print do vídeo
Créditos: Aeroin/La Verdad

Um objeto muito brilhante e provocando uma grande esteira no céu foi capturado pelos pilotos de dois aviões comerciais das empresas mexicanas Interjet e Volaris. Um fenômeno tão bonito quanto intrigante.

 

 

 
Assista ao vídeo dos pilotos:

 

O que parece começar como uma esteira com luz intensa e uma esfera no centro, torna-se cada vez maior, formando uma espécie de nuvem ou fumaça com uma luz muito brilhante no centro.

Ao longo dos vários minutos você pode ouvir os pilotos conversando entre si no cockpit do Airbus da Volaris, e também com o controlador de voo. Outro avião participa da conversa. Eles ficam impressionados e narram como o evento está se passando, passo a passo. Um dos pilotos então diz : “Em 37 anos de voo eu nunca tinha visto uma coisa dessas”.

O evento aconteceu no dia 10 de julho, próximo a Puerto Peñazco, no estado de Sonora, que faz fronteira com os Estados Unidos.

 

A região em que ocorreu o avistamento

 

Apesar de não encontrarmos nenhuma refêrência exatamente no dia e localidade mencionados, é possível que o objeto os pilotos viram foi um rastro de foguete.  Em certo momento, um dos pilotos comenta que havia uma outra luz que já havia caído da primeira, o que é típico de um lançamento de foguete, cujo primeiro estágio retorna à Terra e pousa precisamente na vertical para ser reaproveitado em outros lançamentos. 

Também se sabe que nesta localidade, entre o dia 10 e 11 de julho, houve um lançamento a partir da Guiana Francesa de um foguete Vega, que deveria colocar em órbita um satélite para os Emirados Árabes Unidos, fracassou na madrugada desta quinta-feira, anunciou a Arianespace. "Minutos após o lançamento ocorreu uma anomalia importante, que levou à perda da missão. Em nome da Arianespace, desejo apresentar nossas mais profundas desculpas a nossos clientes pela perda de seu carregamento", declarou em Kuru a diretora de operações, Luce Fabreguettes. 

O objetivo era levar o satélite militar Falcon Eye 1 dos Emirados Árabes até a órbita do Centro Espacial da Guiana, na América do Sul. A falha fez que ele colidisse com o Oceano Atlântico e o satélite fosse destruído. Este foi o primeiro fracasso após 14 lançamentos bem sucedidos do Vega, um foguete leve da Arianespace, que passou a ser usado no centro espacial de Kuru em 2012. O vídeo do lançamento mostra como após dois minutos a trajetória começa a se alterar e acaba se "degradando", destaca a Arianespace, que não informa as causas do problema. 

 

Um veículo de lançamento Vega da Arianespace (voo VV15) lançou o satélite de observação da Terra FalconEye1, do Complexo de Lançamento dos Vega (SLV) em Kourou, Guiana Francesa, em 11 de julho de 2019, às 01:53:03 UTC (10 de julho, às 22:53:03 hora local)

 

Sendo um foguete ou não, certamente é um evento muito bonito de ser avistado de uma posição tão privilegiada!

Fonte: www.aeroin.net

  

 

Saiba tudo sobre o UFO SUMMIT 2019 em www.ufosummit.com.br

O maior evento do ano da Ufologia Brasileira. Garanta a sua vaga!

   

Já está no ar a Edição 270 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2019

Anunnaki: Aqueles que do céu desceram à Terra

UPDATED CACHE