DESTAQUE

Pico da chuva de meteoros Delta Aquaridas acontece neste final de semana, com até 20 meteoros por hora.

Por
29 de Julho de 2018
Chuva de meteoros Delta Aquaridas, registrada em 2013, na Flórida, EUA.
Créditos: Jeff Berkes

A chuva de meteoros Delta Aquaridas acontece todos os anos, entre os dias 14 de julho e 18 de agosto, mas seu pico - momento em que a maior quantidade de meteoros pode ser observada - ocorre na madrugada de 29 de julho, de acordo com a Organização Internacional de Meteoros (IMO). Nesse ano, o pico da chuva de meteoros Delta Aquaridas acontece justamente em noite de lua cheia, o que pode atrapalhar as observações. Porém, como essa chuva de meteoros continua até o dia 18 de agosto, teremos uma boa chance de observar alguns de seus meteoros no início do mês, quando a Lua estiver longe da Constelação de Aquário, por volta dos dias 05 e 06 de agosto. 


Se o céu estiver limpo, a chuva Delta Aquaridas poderá  ser observada de qualquer lugar do mundo, porém, é melhor vista no Hemisfério sul, incluindo o Brasil. Não são necessários equipamentos astronômicos como binóculos ou telescópios, já que os meteoros cruzam o céu em alta velocidade, percorrendo uma grande parte do firmamento em poucos segundos. A preferência é por locais longe de poluição luminosa, como postes de luz ou qualquer outra fonte de iluminação artificial que possa ofuscar o brilho tênue dos meteoros. Quanto mais escuro for o céu, mais meteoros se verá. É justamente por conta disso que a observação de meteoros em grandes metrópoles, como São Paulo, não é aconselhada, já que o céu rico em poluição luminosa ofusca as estrelas e também os meteoros.


O melhor horário para observar essa chuva de meteoros é após a meia-noite, preferencialmente por volta das 02h00 da madrugada, horário local. Esse é o horário que a Constelação de Aquário encontra-se mais próxima do zênite (ponto mais alto do céu), o que facilita a visualização dos meteoros. Apesar disso, a Constelação de Aquário já estará completamente visível a partir das 22h30, pelo horário local, a cerca de meia altura no céu, na direção leste. Mesmo sendo considerada uma chuva de meteoros de intensidade média ou fraca, a Delta Aquaridas é diferente de todas as outras, pois produz meteoros lentos que deixam longos riscos no céu: um show à parte!

Transmissão ao vivo - Chuva de Meteoros Delta Aquaridas Austrais 2018

Radiante da Constelação de Aquários (onde os meteoros aparecerão).
Às 02h00 da madrugada, basta olhar para o alto do céu (zênite).
Créditos: STELLARIUM APP



Veja mais:

Maior eclipse lunar do século: transmissão ao vivo da NASA

Nova ferramenta da NASA pode nos ajudar a encontrar vida na lua Europa

Descoberta do primeiro lago líquido em Marte torna cada vez mais evidente a existência de vida no planeta

Informações finais do observatório Planck confirmam teorias sobre surgimento do Universo

Livro: Dossiê Cometa

DVD: Planetas Alienígenas

Já está no ar a Edição 259 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2018

A desconcertante casuística polonesa