DESTAQUE

Pesquisa do Pentágono também investigou energia escura e a existência de outras dimensões

Por
01 de Junho de 2018
Não se sabem os motivos pelos quais o Pentágono está interessado nas pesquisas mais avançadas da ciência, como a energia escura
Créditos: Arquivo

Seja sob o título de Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP), ou o recentemente divulgado Programa de Aplicação de Sistemas de Armamentos Aeroespaciais Avançados (AAWSAP), do qual o primeiro seria somente uma pequena iniciativa não oficial, o programa de investigação ufológica do Pentágono segue como um assunto polêmico desde dezembro passado, quando foi revelado pelo jornal The New York Times. Agora, um documento recentemente obtido aponta o interesse militar em outras áreas, tais como fenômenos paranormais, entidades bizarras, e mesmo em pesquisas de ponta dos limites do conhecimento cientifico, como energia escura e a possibilidade da existência de outras dimensões. Sem surpresas, entre os envolvidos está a Bigelow Aerospace Estudos Espaciais Avançados (BAASS), braço menos conhecido da companhia do bilionário Robert Bigelow.

Uma das declarações divulgadas pela KLAS-TV, que obteve também o documento, foi: "A Investigação da BAASS obtive evidências de que o Fenômeno UFO é mais do que máquinas interagindo com aeronaves militares. O fenômeno também envolve atividades diversas incluindo criaturas bizarras, atividade poltergeist, entidades invisíveis e orbes de luz". A BAASS também estava convencida, conforme as informações, de que os UFOs podem manipular e distorcer a percepção humana, e que o corpo humano pode servir para obter informações sobre o Fenômeno UFO. Especula-se que foram desenvolvidas pesquisas psicológicas e médicas em testemunhas de ocorrências ufológicas recrutadas pelo projeto de investigação. Já o documento, disponível nos links abaixo, é intitulado "Motor de Dobra, Energia Escura e a Manipulação de Dimensões Extras", o que poderia indicar o interesse oficial pelos ramos mais avançados da pesquisa científica, dando margens a especulações de que os militares estariam interessados em aplicações práticas dessas pesquisas.

Em um trecho do documento se pode ler: "A ideia de que uma tecnologia suficientemente avançada pode interagir e controlar dimensões mais elevadas é uma possibilidade interessante, e digna de investigação mais profunda. Controle do espaço dimensional mais elevado pode ser a chave para o controle tecnológico da energia escura e pode ter um papel importante no desenvolvimento de sistemas de propulsão exóticos, como um motor de dobra". O documento não dá pistas se tais pesquisas já foram encomendadas ao complexo industrial militar, e nem o motivo de tanto interesse em métodos mais sofisticados de propulsão espacial. Mas é evidente o interesse militar nas pesquisas mais avançadas feitas pela comunidade científica, como se pode ler em: "Tais realizações só deverão ser possíveis muitos anos no futuro, mas devemos considerar os espetaculares fenômenos físicos já conhecidos neste ponto do século XXI. Também se deve entender que o Universo não deve consistir somente de três dimensões, mas é provável que existam mais sete adicionais, e que os blocos fundamentais do Universo sejam, na verdade, entidades como cordas estendidas". Uma menção evidente à Teoria das Cordas, a melhor possibilidade conhecida de união entre as duas grandes vertentes da Física, a Relatividade e a Física Quântica. O documento não menciona qualquer tentativa de aplicações práticas para essas teorias.

Leia o documento sobre outras dimensões e energia escura do Pentágono

Documentário sobre energia escura e matéria escura

Documentos confirmam estudo ufológico do Pentágono dentro do projeto AAWSAP

AATIP não é a designação correta do programa de investigação ufológica do Pentágono

A NASA pode acidentalmente ter criado uma dobra espacial

Publicado trabalho final de Stephen Hawking sobre a existência de universos paralelos

Saiba mais:

Livro: Roswell: Novas Revelações

crédito: Revista UFO
Roswell: Novas Revelações
Roswell: Novas Revelações

O caso ufológico que dá origem a este livro é o mesmo que serviu de pretexto, quase sete décadas atrás, para a implantação da política governamental de acobertamento da presença alienígena na Terra. Foi imediatamente após a queda de um disco voador na cidade de Roswell, no meio do Deserto do Nevada, que as autoridades norte-americanas tomaram conhecimento de sua procedência extraterrestre e de sua elevada tecnologia. Roswell: Novas Revelações vai a fundo nesta questão e expõe todas as suas características com clareza, após décadas de pesquisas do autor e centenas de depoimentos de testemunhas civis e militares. Donald Schmitt é um dos maiores especialistas no Caso Roswell em todo o mundo. Foi diretor de investigações do Center for UFO Studies (CUFOS), fundado décadas atrás pelo pioneiro J. Allen Hynek.


DVD: UFOs nos Arquivos Secretos

Já está no ar a Edição 257 da Revista UFO. Aproveite!

Abril de 2018

Nos limites da existência