DESTAQUE

Os UFOs não são extraterrestres, afinal?

Por
09 de Março de 2021
UFOs triangulares sempre foram associados a projetos secretos do governo.
Créditos: Getty Images

Avistamentos de grandes UFOs de formato triangular, geralmente descritos como sendo de cor preta, fazendo um zumbido baixo, e muitas vezes com cantos arredondados em vez de angulares, foram relatados em todo o mundo. A simples proliferação de tais relatos levou alguns ufólogos a suspeitarem fortemente de que os Triângulos Voadores (como passaram a ser conhecidos) fossem aeronaves ainda classificadas, cujo desenvolvimento teria sido secretamente iniciado na década de 80 por elementos do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, e não naves alienígenas. Existe, no entanto, outra teoria para todo esse mistério.

Por Nick Redfern

Em 1982, uma onda de avistamentos de Triângulos Voadores começou em partes do estado de Nova York, especificamente no Vale do Hudson. No livro Night Siege, de 1988, os autores doutor J. Allen Hynek, Philip J. Imbrogno e Bob Pratt escreveram: “Será que 7.000 testemunhas oculares podem estar erradas? Elas estavam lá para testemunhar o enorme objeto pairando no céu, as luzes piscando, o silêncio assustador. São pessoas comuns de todas as esferas da vida: mães que ficam em casa, crianças, empresários, engenheiros. Elas contam suas histórias aqui, e todos concordam em uma coisa: elas viram o mesmo objeto enorme cruzando seus quintais. E era diferente de tudo que já tinham visto antes...”

Chris Gibson teve o que pode ser denominado de “o avistamento de uma vida.” Engenheiro com graduação em geologia e alguém que trabalhou com foco na exploração de petróleo, Gibson também foi contratado para o Royal Observer Corps (ROC), do Reino Unido. O trabalho da ROC - que fechou em dezembro de 1995 após 70 anos de trabalho para ajudar a proteger o Reino Unido de ataques - exigia que seus voluntários mantivessem uma vigilância cuidadosa dos céus e o que estivesse voando por eles. Por sorte, ou destino, e em uma época em que o programa Aurora poderia muito bem ter sido comprometido, Gibson estava trabalhando em uma plataforma de petróleo no Mar do Norte. O nome da plataforma era Galveston Key.

Em agosto de 1989, especificamente, um dos colegas de Gibson chamado Graeme Winton, que foi para a universidade com ele, o chamou animado para o acompanhar ao convés. Havia algo que Winton precisava mostrar a ele. Gibson ficou abismado e surpreso com algo incrível que viu nos céus. Um par de aeronaves F1-11 da General Dynamics conduzia uma outra completamente preta de aparência muito estranha. E um Boeing KC-135 Stratotanker parecia estar o abastecendo. Tinha a forma de um triângulo. Agora, chegamos a uma teoria fascinante para as origens e naturezas dos Triângulos Voadores.


A floresta de Cannock Chase foi palco não apenas de um avistamento de um UFO triangular, mas de uma abdução.
Fonte: Getty Images

Omar Fowler, um especialista ufólogo inglês que faleceu em 2017, tinha uma teoria de que os Triângulos Voadores poderiam ser nada menos do que veículos aéreos de viajantes no tempo. Fowler tinha um bom motivo para isso. Em uma ocasião em setembro de 1992, em uma grande área de floresta no centro da Inglaterra chamada Cannock Chase, Omar obteve o testemunho de um homem chamado Alan Ball. Ele concordou em se encontrar com Ball na floresta uma manhã. Incrivelmente, Ball afirmou que foi levado a bordo de um enorme triângulo voador preto tarde da noite quando dirigia para casa.  Ele disse que foi “transportado” para a nave e submetido a uma série de experimentos médicos por três pequenas figuras humanoides, no que parecia ser um laboratório médico.

Após 10 ou 15 minutos de experimentação, Ball afirmou que sua mente foi inundada por imagens do Reino Unido em ruínas. Foi um Armagedom definitivo: edifícios, em todas as direções, destruídos. Corpos humanos carbonizados jaziam por toda parte. Estava claro que um evento nuclear tinha ocorrido. E a suposição era de que o evento não tinha sido apenas lá. Que o Reino Unido - e possívelmente o resto do mundo - tinha sido destruído. Depois de ter a visão assustadora, Ball foi largado da nave - literalmente, de uma porta a cerca de 1.5m acima do bosque. Ball ficou em estado de terror - e por vários dias.

Particularmente interessante é o fato de que Fowler tinha em seus arquivos dois casos extremamente semelhantes - e também na floresta de Cannock Chase - de pessoas levadas para Triângulos Voadores e expostas a imagens mentais de um apocalipse massivo no futuro. Fowler ainda estava aberto à ideia de que os Triângulos Voadores pudessem ser extraterrestres por natureza. No entanto, ele não foi capaz de se livrar da possibilidade perturbadora de a nave ser pilotada por viajantes do tempo, e que o que Ball e as outras duas pessoas estavam vendo era um futuro por vir - e que todas as três vítimas foram levadas para o futuro e depois retornadas a 1992.

Fonte

Já está no ar a Edição 276 da Revista UFO. Aproveite!

Janeiro de 2020

A Ufologia e seus demônios