DESTAQUE

Google Mars: explore toda a superfície de Marte sem sair de casa

Por
10 de Novembro de 2018
Mount Sharp em Marte, fotografado em setembro de 2015.
Créditos: Curiosity Mars rover / NASA

Os projetos para a colonização de Marte ainda não se concretizaram, mas já é possível realizar uma visita interativa ao Planeta Vermelho: o serviço Google Mars, desenvolvido pela gigante de tecnologia, que permite ao usuário explorar diferentes regiões com mapas interativos, sem ter que fazer a jornada de 230 milhões de quilômetros até Marte.

Com navegação semelhante ao do Google Maps, o projeto fornece detalhes das particularidades geográficas marcianas. No Google Mars, o Planeta Vermelho não é vermelho. Ele pode ser observado de 3 maneiras: se escolhermos o mapa de elevação, mapa topográfico, teremos um arco-íris de crateras e colinas. Olhando através do espectro de luz visível, ele é cinza, o que permite visualizar mais detalhes da superfície. E, ainda, é possível ver através de um mapa infravermelho que retrata quão frio ou quente é a superfície do planeta, dando a chance de visualizar até mesmo nuvens marcianas e poeira atmosférica.

(Printscreem do mapa topográfico do Google Mars) 

A interface parecerá familiar para quem já usou o Google Maps – pode-se aplicar zoom, pesquisar diferentes recursos planetários ou simplesmente navegar. O mapa permite usar ferramentas ao redor de Marte utilizando o mouse, mas também se pode clicar em links que levam a suas planícies, cordilheiras, crateras, montanhas, canyons e dunas. Ainda, é possível explorar suas regiões mais famosas e descobrir como eles conseguiram seus nomes. A cratera Lomonosov, por exemplo, recebeu esse nome de um cientista russo que descobriu a lei da conservação da massa.  

Para colocar no ar o serviço de mapa mais detalhado já feito do planeta, o Google utilizou milhares de dados captados por satélites da NASA. O trabalho de processamento das informações contou com a parceria da instituição e um conjunto de cientistas da Arizona State University. 

Além do Google Mars, a empresa norte-americana também desenvolveu uma exploração interativa dentro do serviço Google Earth Pro, um mapa ainda mais detalhado e fascinante em que é possível percorrer a superfície de Marte a partir de imagens em 3D. É um download gratuito e passar um tempo voando em torno de um planeta alienígena pode ser um bom refresco para os problemas terrestres.

(Voando em Marte. Crédito: google)

Apesar de ter quase metade do tamanho da Terra, Marte é um planeta desértico e possui praticamente a mesma quantidade de superfície terrestre, já que cerca de dois terços do nosso planeta é coberto por água. O diâmetro de Marte mede 6.792 quilômetros e é duas vezes maior que a Lua — a Terra, por sua vez, é duas vezes maior do que o planeta.

Marte sempre fascinou cientistas e não apenas eles. Sempre nos sentimos conectados com o Planeta Vermelho e, graças às conquistas tecnológicas, ao longo do tempo, aprendemos mais sobre nosso vizinho. Agora, ainda mais, com a SpaceX e a NASA trabalhando no desenvolvimento de naves espaciais para levar humanos e instalar as bases de uma colonização marciana.

Acesse aqui o Google Mars e o Google Earth Pro.

Veja um vídeo sobre Marte no Google Earth Pro:

Fontes: The Washington PostGalileu

.

Já está no ar a Edição 261 da Revista UFO. Aproveite!

Setembro de 2018

Nikola Tesla e a Vida Extraterrestre