DESTAQUE

O UFO do ex-presidente norte-americano Jimmy Carter, o planeta Vênus e a nuvem de bário

Por
09 de Setembro de 2020
Luzes na noite
Créditos: Talahasse Democrat

O ex-presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter nunca escondeu de ninguém que teve um avistamento de UFO quando era jovem e falou sobre o assunto em diversas entrevistas. Mas o que ele viu foi mesmo um UFO?

 Casos ufológicos envolvendo pessoas famosas sempre chamam muita atenção, independentemente se o avistamento foi grandioso ou apenas algo rápido e impreciso. Mas se a testemunha foi alguém que mais tarde se tornaria o presidente dos Estados Unidos, a atenção para o caso é redobrada.

Segundo suas próprias declarações, o avistamento de Carter ocorreu em Leary, no estado da Georgia, a aproximadamente 64 km de sua cidade natal, Plains, na noite de 06 de janeiro de 1969.

O futuro presidente era, na época, o governador do distrito local do Lion’s Club, e tinha ido a Leary para promover a divisão local. Enquanto estava do lado de fora, às 19h15, esperando que a reunião começasse, Carter viu um único objeto “auto iluminado” e “tão brilhante quanto a Lua”, que supostamente se aproximou e recuou várias vezes.

 

Vênus?


Vênus no céu noturno no dia do avisatmento do presidente Carter. Crédito: Badufo

Carter relatou que o UFO estava no céu a oeste, a aproximadamente 30 ° de elevação. Isso se encaixa quase que perfeitamente com a posição conhecida de Vênus, que estava a oeste-sudoeste, a uma altitude de 25°, com azimute de 237°.

O planeta estava com uma magnitude de -4.3 de brilho, mais brilhante do que qualquer coisa no céu. Registros sobre o clima mostram que o céu estava claro no momento do avistamento.

A questão ficou assim 40 anos, como muitas pessoas acreditando que o UFO do presidente Carter teria sido apenas Vênus. Mas em 2016, uma nova hipótese entrou na história: Carter teria visto apenas uma nuvem de bário.

 

Nuvens de bário


Crédito da imagem: Badufos

Segundo Carl G. “Jere” Justus, um ex-professor da Georgia Tech, nos anos 60 e começo dos 70, houve um projeto patrocinado pela Força Aérea que estudou a atmosfera superior usando liberações de nuvens químicas brilhantes, produzidas por foguetes lançados do campo de foguetes da Base Aérea de Eglin, na Flórida.

Algumas dessas nuvens químicas, especialmente sódio e bário, eram visíveis no processo de dispersão ressonante da luz do Sol. Nuvens desse tipo tinham que ser lançadas não muito após o pôr-do-Sol ou não muito antes do nascer do Sol.

Isso porque a nuvem tinha que estar na luz do Sol a grande altitude, enquanto ainda estava escuro o suficiente no solo para que a nuvem fosse visível contra o céu escuro.

 

Vênus, bário ou UFO?


Presidente Jimmy Carter à direita. Crédito: Wikipedia

No relatório ufológico oficial de Carter, de 1973, ele declarou que tinha visto o fenômeno em outubro de 1969, às 19h15, no horário da Costa Leste, mas a data foi retificada para 06 de janeiro do mesmo ano.

O relato do presidente dizia que era “azulada no começo, então avermelhada, luminosa, não sólida”.  

E, segundo Justus, “uma nuvem de bário neutra iria, inicialmente, brilhar azulada ou esverdeada, com partes tendo um brilho avermelhado, quando o bário começasse a ser ionizado pela luz do Sol em grandes altitudes”.

O tamanho e o brilho relatados como sendo aproximadamente o da Lua, também seriam consistentes com uma nuvem de bário em Eglin, vista de Leary, Georgia.

Foi reportado que Carter disse que nunca acreditou que tivesse visto uma nave alienígena, mas que não tinha ideia do que aquilo era exatamente.

Jimmy Carter foi presidente dos Estados Unidos no período de 1977 a 1981 e está prestes a completar 96 anos de vida.

Este artigo se baseia em um outro publicado originalmente aqui, e que poderá ser lido, traduzido para o português, aqui.

Assista, abaixo, um video sobre o avistamento do presidente Jimmy Carter:

 

Já está no ar a Edição 278 da Revista UFO. Aproveite!

Março de 2020

Miscigenação com aliens