DESTAQUE

O telescópio espacial James Webb chega, enfim, ao seu destino

Por
26 de Janeiro de 2022
O telescópio espacial James Webb finalmente chega ao seu destino. Agora, nos resta aguardar por incríveis descobertas.
Créditos: NASA

Nesta segunda-feira, 24 de janeiro, às 14h00 EST, o telescópio espacial James Webb (JWST) disparou seus propulsores a bordo por quase cinco minutos para completar a correção final de curso pós-lançamento. Essa queima de correção inseriu o JWST em sua órbita final em torno do segundo ponto Lagrange Sol-Terra, ou L2, a quase 1.5 milhão de quilômetros do nosso planeta.

A queima final no meio do caminho adicionou apenas cerca de 1.6 metros por segundo - um mero passo de caminhada, na velocidade do telescópio espacial - que foi o suficiente para enviá-lo para sua órbita destinada ao redor da Terra. “Webb, bem-vindo ao lar!”, disse o administrador da NASA, Bill Nelson. “Parabéns à equipe por todo o trabalho duro para garantir a chegada segura do Webb na L2 hoje. Estamos a um passo de descobrir os mistérios do universo. E mal posso esperar para ver os primeiros novos vislumbres do universo neste verão!”

O JWST usou o mínimo de propulsor possível para correções de curso enquanto viajava para o ponto L2, para deixar o restante para operações comuns durante sua vida útil: manutenção da estação (pequenos ajustes para mantê-lo na órbita desejada) e descarga de impulso (para neutralizar os efeitos da pressão da radiação do Sol no enorme protetor solar).


O diagrama acima mostra a rota do JWST até o ponto de órbita conhecido como L2, onde ficará fazendo suas observações do universo.
Fonte: NASA

“No mês passado, o JWST alcançou um sucesso incrível e é uma homenagem a todas as pessoas que dedicaram muitos anos, e até décadas, para garantir o sucesso da missão”, disse Bill Ochs, gerente de projeto do telescópio no Goddard Space Flight Center, NASA. “Agora estamos prestes a alinhar os espelhos, iniciar a ativação e comissionamento dos instrumentos e dar a largada para descobertas maravilhosas e surpreendentes.”

Agora que os segmentos de espelho primário e secundário do JWST foram implantados de suas posições de lançamento, os engenheiros começarão o sofisticado processo de três meses de alinhamento da ótica do telescópio com precisão de quasi-nanômetros. A expectativa é grande para vermos as imagens e descobertas incríveis que a tecnologia de ponta do JWST pode nos fornecer. Quem sabe até alguma evidência de vida lá fora...

Fonte

Já está no ar a Edição 286 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2021

Os segredos ufológicos do Pentágono