1
DESTAQUE

O governo dos Estados Unidos, os UFOs e a dobra do espaço-tempo atrás deles

Por
22 de Março de 2020
Dobrando o tempo e o espaço
Créditos: Sociable

Uma nave espacial dobrando o tecido do tempo e espaço em uma bolha eliminaria a necessidade de grande velocidade, dizem cientistas contratados pelo governo dos Estados Unidos.

 

No ano passado, a Marinha dos Estados Unidos confirmou a existência de UFOs, o que significa que alguém tem acesso à tecnologia avançada necessária para construí-los. 

A pesquisa desclassificada do governo sobre unidades de dobra acende algumas luzes sobre como os UFOs poderiam, teoricamente, dobrar o espaço-tempo como meio de propulsão.

Lenta, mas seguramente, a existência confirmada desses objetos está entrando na consciência pública.

As imagens de vídeo vazadas mostram os Fenômenos Aéreos Não Identificados (UAP) fazendo manobras aparentemente impossíveis, enquanto os pilotos da Força Aérea, que gravam a nave, observavam maravilhados, literalmente gritando: “Uau! O que é isso, cara? Olhe para aquele voo!”.

 

Manobras impossíveis, mas reais

 

Mais palatável, talvez, do que afirmar que os objetos são extraterrestres, é a probabilidade de que eles tenham sido construídos por humanos, como parte de algum programa espacial secreto de orçamento secreto.

E, quando paramos para pensar na magnitude do que isso realmente significa, percebemos que existe uma tecnologia avançada por aí, que está muito além de qualquer coisa que esteja disponível comercialmente no momento.

A Marinha confirmou que os UFOs vistos nos vídeos são reais, senadores foram informados sobre avistamentos anômalos e, entre 2007 e 2012, a Agência de Inteligência de Defesa (DIA) gastou USD 22 milhões em pesquisas sobre dobras espaciais, antigravidade, buracos de minhoca, manipulação de dimensões e outros assuntos que parecem cinematográficos.

 

Dobrando o espaço-tempo

 
Buraco de minhoca, concepção artística . Crédito: VICE

Olhando para um dos 38 trabalhos de pesquisa que o DIA divulgou ter financiado como parte de seu  Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais,  chamado Mecanismo de Dobra, Energia Escura e a Manipulação de outras Dimensões, lemos como uma tecnologia avançada poderia, teoricamente, dobrar o tecido do universo em torno de uma nave, uma forma de propulsão chamada de mecanismo de dobra, que não viola o limite de velocidade cósmica.

"Os físicos descobriram duas brechas no limite máximo de velocidade de Einstein: a ponte Einstein-Rosen [Comumente chamada de 'buraco de minhoca'] e o mecanismo de dobra", diz o estudo.

"Fundamentalmente, ambas as ideias envolvem a manipulação do próprio espaço-tempo de uma maneira exótica que permite viagens mais rápidas que a luz (FTL)", explicam os cientistas.

De acordo com os autores do artigo, os doutores Richard Obousy e Eric Davis, "se alguém realmente considerar a noção de exploração interestelar em períodos de tempo de vida humana, é necessária uma mudança dramática na abordagem tradicional da propulsão de naves espaciais".

“O mecanismo de dobra envolve a manipulação local do tecido do espaço nas imediações de uma espaçonave. A ideia básica é criar uma bolha assimétrica de espaço que se contrai na frente da espaçonave enquanto se expande por trás dela ”, escrevem os autores, confirmando o que fora afirmado pelo físico Miguel Alcubierre, em 1994.

 

Onde está a tecnologia?

 
UFOs chegando à Terra. Crédito: Revista UFO

Mas, para que tudo isso aconteça, é preciso ter acesso, e saber usar, uma tecnologia muito avançada. O artigo fala sobre esses recursos em um sentido teórico, mas os UFOs existem e, em tese, nós não sabemos quais tecnologias eles usam. Essa seria, então, uma explicação possível.

Segundo os autores, a tecnologia envolvida em uma unidade de dobra seria capaz de manipular as dimensões para ganhar o controle da energia escura.

“Se uma tecnologia avançada fosse capaz de influenciar o raio de uma dimensão extra, adquiriria controle direto sobre a energia escura e, portanto, a expansão e contração do próprio espaço”, diz o artigo.

Os autores apontam: “É importante, neste momento, apreciar que, globalmente, o universo continuaria a se expandir do modo que observamos hoje, mas que na proximidade da espaçonave o espaço seria estimulado a se expandir em algumas áreas com taxas modificadas”.

 

Viagem no tempo

 
Cena do filme De Volta Para o Futuro (1985) Crédito: TriStar Pictures

Outra possibilidade apontada é que os UFOs sejam máquinas do tempo, o que também parece uma teoria saída da ficção científica. Porém, é isso que Michael Masters, professor de antropologia biológica da Universidade de Montana afirma em seu livro Objetos Voadores Identificados: Uma Abordagem Científica Multidisciplinar ao Fenômeno UFO.

Embora os cientistas digam que os esforços de dobra são teoricamente possíveis, "ainda são necessários mais avanços na física quântica, mecânica quântica e metamateriais" para torná-los realidade, diz Joseph Agnew, engenheiro graduado e assistente de pesquisa da Universidade do Alabama, Centro de Pesquisa de Propulsão de Hunsville (RPC).

Você pode chamá-los como quiser, mas os UAP são reais, alguém os criou e mecanismos de dobra e viagens no tempo são apenas uma parte da história.

Tudo fica ainda mais insano quando se começa a analisar as pesquisas do governo sobre portais estelares, buracos de minhoca e antigravidade.

 

 Fonte:  Sociable 

Já está no ar a Edição 273 da Revista UFO. Aproveite!

Outubro de 2019

Portais Dimensionais