NOTÍCIA

\'O Fenômeno UFO está entre nós\', afirma pesquisador argentino

Por Equipe UFO | 18 de Julho de 2011

Conhecido ufólogo Oscar \'Quique\' Mario
Créditos: La Reforma

\'O Fenômeno UFO está entre nós\', afirma pesquisador argentino

Oufólogo argentino Oscar Quique Mario, jornalista que há muitos anos se dedica ao estudo de fenômenos extraterrestres e é dirigente do Centro de Estudos UFO (CEUFO) de La Pampa está convencido sobre o assunto. Os últimos acontecimentos, que incluem dois bovinos mutilados e o esvaziamento de um tanque com 30 mil litros de água sem rastros do líquido, põem novamente o tema na agenda.

Na madrugada do dia 08 de julho, em um campo da localidade de Parera, propriedade da família Barrio, em questão de horas um tanque que o produtor agropecuário utiliza para os animais simplesmente secou, sem infiltrações nem rompimentos que justifiquem o fato. Barrio voltou a enchê-lo e até o momento não perdeu uma gota. Mario trabalha com a hipótese de que os componentes do precioso líquido poderiam ser utilizados como combustível pelos UFOs.

Em 2005, igualmente em julho, na fazenda de Adolfo Ziegenfhus, ocorreu um caso similar. Os tanques estão ao norte de Parera e não se achou nenhum rastro de água nos arredores.

No dia 09, numa área da Alta Itália, propriedade de Jorge Pratt, apareceram dois novilhos mutilados com as mesmas características dos que surgiram durante o ano de 2002. "Naquele momento se falou de um tipo de rato, mas essa espécie nunca foi achada em La Pampa. Para nós foi muito importante a opinião do Dr. Dubarry, médico veterinário da Faculdade de Ciências Veterinárias, que chegou à conclusão de que os cortes tinham sido realizados por meios mecânicos", sustentou o ufólogo. Recordou ainda que em 2002 uns 600 animais foram atacados inexplicavelmente.

Quique Mario explicou que a terra ao redor das vítimas não apresenta marca alguma, mas adquire características especiais. "O solo tem escassez de fósforo e a vegetação fica desidratada e seca, porém descartou-se totalmente a presença de radioatividade", disse. Adicionou que há dezenas de depoimentos de fazendeiros que viram luzes ou objetos estranhos nas regiões onde se acharam os animais. O primeiro caso registrado de vaca mutilada se deu em 1974 num terreno de Utracán, também na província de La Pampa. Leia mais sobre o assunto:

Argentinos sofrem com perdas inexplicáveis de animais

Compartilhe essa notícia:

Saiba mais sobre este assunto na edição 178 da revista

Comentários