DESTAQUE

Novos relatórios de Inteligência mostram UFOs e OSNIs no espaço aéreo e marítimo dos Estados Unidos

Por
03 de Dezembro de 2020
UFO sobre a Casa Branca
Créditos: Revista UFO

Em um artigo exclusivo do site The Debrief, oficiais militares e de Inteligência dos Estados Unidos, oferecem uma visão sem precedentes dos bastidores do que está acontecendo atualmente com a investigação do Pentágono sobre os Fenômenos Aéreos Não Identificados (UAP).  

 Nos últimos dois anos, a recém-renovada Força-Tarefa de Fenômenos Aéreos Não Identificados (UAPTF) do Departamento de Defesa tem estado ocupada instruindo legisladores, partes interessadas da comunidade de Inteligência e os mais altos escalões das Forças Armadas do país sobre encontros com o que eles dizem ser misteriosos objetos aéreos que desafiam as explicações convencionais. 

Anunciada publicamente no início deste ano, a Força-Tarefa de Fenômenos Aéreos Não Identificados está fora do Escritório de Inteligência Naval. Sua missão é detectar, analisar e catalogar UFOs.

Múltiplas fontes confirmaram para o Debrief que a UAPTF emitiu dois relatórios classificados de posição de Inteligência, que uma das fontes descreveu como "chocantes"

Os detalhes fornecidos nesses relatórios sugerem um maior grau de envolvimento do Pentágono e que a caça da UAPTF por objetos não identificados não se limita apenas a fenômenos aéreos. 

Um dos relatórios de inteligência, divulgado em 2018, teria fornecido uma visão geral do tópico UAP e incluiria detalhes de encontros militares anteriores. 

De acordo com fontes que o leram, o relatório também continha uma fotografia inédita de um fenômeno aéreo categorizado como "não identificado"

 

Cubos e triângulos voadores


Imagem artística, conforme encontro descrito no Relatório de Inteligência da UAPTF.
(Imagem de Dave Beaty de The Nimitz Encounters,  2020). Crédito: The Debrief

O Debrief foi informado de que a foto foi tirada de dentro da cabine de um avião de combate F/A-18. com o telefone celular pessoal de um piloto. De acordo com três autoridades americanas que a viram, a foto mostrava um objeto prateado não identificado em forma de cubo. 

O relatório teria indicado que o objeto estava pairando, completamente imóvel, quando os pilotos militares o encontraram. Os três oficiais concordaram que, com base na foto, o objeto parecia estar a uma altitude de aproximadamente 10.000 a 12,000 m e a aproximadamente 300 m do caça.

Todas as fontes entrevistadas pelo Debrief confirmaram que a Força-Tarefa emitiu um segundo relatório atualizado sobre UAPs no final do verão deste ano. Como o primeiro, as autoridades dizem que esse relatório foi amplamente distribuído e compartilhado entre a comunidade de Inteligência. “Tornou-se viral”, disse um oficial de Inteligência que leu o relatório. 

Todos com quem o Debrief falou disseram que a característica mais marcante do relatório recém-divulgado foi a inclusão de uma fotografia nova e extremamente nítida de uma aeronave triangular não identificável.

A fotografia, que também teria sido tirada de dentro da cabine de um caça militar, retratava um aparente veículo aeroespacial descrito como um grande triângulo equilátero com bordas arredondadas ou embotadas, e grandes luzes brancas perfeitamente esféricas em cada canto. 

Autoridades que a viram disseram que a imagem foi capturada em 2019, por um piloto de caça F/A-18. Duas autoridades que receberam o relatório disseram que a foto foi tirada depois que a nave triangular emergiu do oceano e começou a subir em um ângulo de 90 °. O evento teria ocorrido na costa leste dos Estados Unidos.

 

A vez dos objetos submarinos não identificados (OSNIs)


Crédito: Revista UFO

Com relação ao tema geral do relatório recente, os funcionários que o leram dizem que o relatório se concentrou principalmente em Fenômenos Submersíveis Não Identificados, ou veículos transmedium não identificados, capazes de operar tanto debaixo d'água quanto no ar. 

Segundo as fontes, o relatório sugere que a Força-Tarefa UAP parece estar preocupada com o fato de os objetos poderem ser originários dos oceanos do mundo. Por mais estranho que possa parecer, a ideia de OSNIs ou objetos submersíveis não identificados não é algo exclusivo da atual UAPTF. 

Concordando apenas em falar em off, um membro sênior dacComunidade de Inteligência cujas responsabilidades por décadas envolveram programas de vigilância e reconhecimento subaquático disse ao  Debrief  que havia validade para alegações de objetos subaquáticos extremamente rápidos sendo detectados por sistemas militares dos Estados Unidos.

“Ocasionalmente, há detecções feitas de objetos não cavitacionais e extremamente rápidos dentro do oceano”, disse ele. O oficial de Inteligência se recusou a dar mais detalhes, citando os altos níveis de classificação de segurança associados ao reconhecimento subaquático. 

De reuniões a portas fechadas, à liderança militar sênior e à emissão de relatórios confidenciais de Inteligência, todas as indicações sugerem que o Departamento de Defesa (DoD) está de fato levando a sério a questão dos UAP. 

No entanto, as novas informações que surgiram sobre as investigações do governo fornecem poucas respostas e certamente levantam uma série de questões.

Todas as fontes do Debrief que viram os relatórios de posição publicados ou estavam familiarizadas com as atividades da UAPTF disseram que nenhuma estimativa concisa da situação dos UAPs foi alcançada. 

Embora reconheçam que muitas hipóteses estão sendo exploradas, o governo dos Estados Unidos atualmente carece de qualquer explicação definitiva para os eventos relacionados aos UFOs.  

 

Este artigo é um resumo de outro, bem mais longo e completo publicado pelo site The Debrief. Para ler o excelente artigo original, por favor clique aqui.

Já está no ar a Edição 281 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2020

Marcados por extraterrestres