DESTAQUE

Novo estudo sugere que o universo seja uma esfera

Por
06 de Novembro de 2019
Mapa do espaço sideral
Créditos: ESA / LFI e HFI

Um trio de pesquisadores das universidades de Manchester, Roma e Sorbonne provocou um grande debate entre cosmólogos, alegando que os dados do Observatório Espacial Planck sugerem que o universo seja uma esfera, e não um plano, como diz teoria convencional.

No artigo publicado na revista Nature Astronomy, Eleonora Di Valentino, Alessandro Melchiorri e Joseph Silk descrevem seus argumentos e sugerem que suas descobertas indicam que existe uma crise cosmológica que deve ser tratada.

A teoria convencional - na qual se apoia a teoria da inflação cósmica -, sugere que após o Big Bang o universo se expandiu de maneira plana, ou seja, nele, duas luzes que brilham em paralelo viajariam para sempre em paralelo. Mas agora, depois de estudarem os dados enviados pelo Observatório Espacial Planck (que mapeou a radiação cósmica em microondas entre os anos de 2009 e 2013), Eleonora, Melchiorri e Silk passaram a discordar do pensamento convencional.

Os pesquisadores alegam que há evidências de que o universo é fechado, e que ele tem a forma de uma esfera. “Se você acender duas luzes na escuridão do espaço, elas sugerem que, em algum momento, a luz voltaria para você por trás”, explica um dos cientistas.

Os estudiodos chegaram a essa conclusão, depois de examinar dados do observatório espacial Planck que mostraram uma discrepância entre a concentração de matéria e energia escura e a expansão externa: havia mais lentes gravitacionais do que a teoria previa.

Tal desequilíbrio, afirmam eles, faria o universo entrar em colapso, resultando em uma esfera. Outros pesquisadores que analisaram os mesmos dados antes do trio qualificaram os dados do Planck como sendo acaso estatístico. Os cientistas atuais observam que também existem outros problemas com a teoria do universo plano como, por exemplo, a incapacidade de os cientistas medirem com precisão a constante de Hubble. Cada equipe tenta encontrar uma resposta diferente.

Também houve problemas em conciliar as pesquisas sobre energia escura com o modelo plano. Eles concluem seu trabalho reconhecendo que, com a tecnologia atual, não há como resolver o debate - será necessário inventar novos dispositivos que possam medir a radiação cósmica de microondas de maneiras não sujeitas a debate.

É uma questão que precisa ser resolvida, mas, por enquanto, isso não parece possível. "Medidas futuras são necessárias para esclarecer se as discordâncias observadas são devidas a sistemática não detectada ou se simplesmente são uma flutuação estatística", escreveram os pesquisadores em seu artigo.

A pesquisa foi publicada na revista Nature Astronomy.

 

Entenda o momento ufológico

Reconhecimento de UFOS

O perigo da tecnologia é a causa de manter contato secreto com aliens

Alerta para iminente revelação UFO

Um evento vai debater essas revelações 

Nick Pope, Stephen Bassett e A. J. Gevaerd estão à frente do maior evento sobre Ufologia que já se planejou no país, que ocorrerá em novembro em Recife (dia 16), Porto Alegre (19), São Paulo (21) e Curitiba (23). Trata-se do UFO Summit Brazil 2019, que pretende reunir mais de 3 mil pessoas em todas estas cidades para apresentar as novas e recorrentes revelações americanas e outras, inclusive brasileiras, confirmando a existência de discos voadores em ação na Terra.

UFO Summit Brazil 2019
A. J. Gevaerd | Nick Pope | Stephen Bassett

16 de novembro | Recife | 600 lugares
19 de novembro | Porto Alegre | 500 lugares
21 de novembro | São Paulo | 600 lugares
23 de novembro | Curitiba | 600 lugares

Inscrições aqui: www.ufosummit.com.br


CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA ASSISTIR AO TRAILER DO EVENTO:

Já está no ar a Edição 273 da Revista UFO. Aproveite!

Outubro de 2019

Portais Dimensionais

UPDATED CACHE