DESTAQUE

Novo escritório de UFOs do Pentágono: críticos preveem mais acobertamentos

Por
15 de Janeiro de 2022
A ASRO procurará investigar as características técnicas e operacionais dos UFOs.
Créditos: Shutter Stock

O Pentágono está abrindo um novo escritório para investigar UFOs chamado Escritório de Vigilância e Resolução de Anomalias, deixando senadores dos Estados Unidos e membros da MUFON divididos sobre sua real finalidade.

Um novo escritório de investigação ufológico está sendo aberto pelo Pentágono - mas nem todos estão convencidos da ideia. Autoridades dos Estados Unidos criaram uma equipe de especialistas em UFOs no final do ano passado, com o objetivo de descobrir e identificar o que são, alguns dos quais podem ser considerados ameaças à segurança nacional. A unidade dedicada é chamada de Escritório de Vigilância e Resolução de Anomalias (ASRO), informa o The Sun.

Ele investigará se as supostas naves que estão zumbindo por cima das Forças Armadas dos Estados Unidos são tecnologia desconhecida da Rússia ou da China ou potencialmente algo alienígena. Mas alguns pensam que o novo escritório não mudará nada. Os críticos alertaram que o governo simplesmente ocultará quaisquer descobertas importantes - e que as investigações estão em andamento há anos.

O porta-voz da Mutual UFO Network (MUFON), Ron James, disse à NBC que é improvável que o público descubra qualquer evidência de interferência alienígena: “Este é um assunto com um histórico comprovado de sigilo. E qualquer coisa que careça de uma nova abertura sobre as informações está sujeita a um controle maior, possivelmente inadequado. Não vemos como isso possa significar que novos recursos serão dedicados ao assunto, pois sempre foram aplicados em algum nível dentro do governo e da indústria.”

O congressista Tim Burchett tuitou em resposta à notícia com duras críticas. O legislador do Tennessee disse: “Nunca devemos confiar no Pentágono. Eles nunca nos contarão a história completa sobre a questão dos UFOs.” Outros, como a senadora Kirsten Gillibrand, saudaram a legislação. Ela disse: “Nossos esforços de segurança nacional dependem da supremacia aérea e esses fenômenos representam um desafio ao nosso domínio.”


Os críticos alertam que o governo simplesmente ocultará as principais descobertas.
Fonte: U.S. NAVY

“Os Estados Unidos precisam de um esforço coordenado para assumir o controle e entender se esses fenômenos aéreos pertencem a um governo estrangeiro ou algo diferente”, completou. O escritório será montado em conjunto entre o Departamento de Defesa e o Gabinete do Diretor de Inteligência Nacional (DNI). Os UFOs passaram de uma questão marginal e do domínio dos teóricos da conspiração para um genuíno debate de segurança nacional nos últimos tempos.

O ASRO procurará investigar as características técnicas e operacionais, origens e intenções dos UFOs. O escritório terá o poder de enviar equipes para “resposta rápida” e “investigações de campo.” Também fornecerá relatórios sobre “quaisquer esforços para capturar ou explorar” os fenômenos e avaliar “efeitos relacionados à saúde” para aqueles que se depararem com os objetos.

Mais detalhes sobre essas tentativas de “capturar ou explorar” UFOs estão ausentes - e não está claro exatamente a que isso se refere, pois essa frase está listada como parte futura do relatório anual ao Congresso. O escritório também compilará conexões entre UFOs e armas nucleares – algo suspeito de ser um ponto chave para o que quer que esteja nos céus.

Fonte

Já está no ar a Edição 286 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2021

Os segredos ufológicos do Pentágono