DESTAQUE

Novas instalações na Área 51 apontam para um outro tipo de veículo secreto de ataque

Por
02 de Outubro de 2020
Novos hangares da Área 51
Créditos: The Drive

A Força Aérea está acelerando seus esforços no desenvolvimento de drones avançados de combate e os atributos exclusivos da instalação parecem perfeitos para abrigá-los.

 O centro secreto para testes de voo da Força Aérea dos Estados Unidos, mais conhecido como Área 51 ou Lago Groom, continua a crescer à medida em que se aproxima de sua sétima década de operações.

Construções constantes aumentaram drasticamente a remota instalação desde a virada do milênio, incluindo a adição de um hangar enorme e ainda misterioso construído na extremidade sul da base.

Agora, uma extensão ainda maior de um hangar existente, de natureza bastante peculiar, indica a possibilidade real de que a era dos grandes enxames de veículos aéreos de combate não tripulados (UCAVs) finalmente chegou.

 
Da esquerda para a direita: fevereiro de 2020, julho de 2020, setembro de 2020 Crédito: The Drive

Por cerca de um ano, a construção está em andamento em uma seção proeminente da área da rampa sul da base, perto de onde os hangares originais do A-12 Oxcart ainda estão de pé.

Quatro hangares mais modernos, que estão divididos em dois edifícios separados, com cada um deles medindo cerca de 30 m de largura, conhecidos como hangares 20-23, receberam uma série de modificações muito curiosas.

Os hangares existem há décadas e acredita-se que sirvam principalmente aos programas de aeronaves táticas do Comando de Combate Aéreo, incluindo o suporte a testes do F-117 por muitos anos.

A princípio, eles pareciam prestes a ser demolidos, mas isso acabou não acontecendo. Em vez disso, enormes recintos foram construídos sobre os pátios que flanqueiam os lados leste e oeste dos hangares originais.

 
Imagem comparativa da área em 2016 à esquerda e 2020 à direita

Então, do que se trata essa adição um tanto peculiar? Para hangares que abrigam facilmente um F-117 com espaço de sobra não faz muito sentido ter uma enorme estrutura coberta construída sobre eles, pelo menos não para seu propósito original, e especialmente em ambos os lados do que já são hangares drive-through.

Como tal, parece que a instalação renovada não se destina a um pequeno número de aeronaves táticas de grande porte, mas, em vez disso, parece ter sido remodelada para abrigar uma frota de aeronaves táticas menores, projetadas para voar juntas, como um enxame, nas missões.

É possível que os testes de veículos aéreos de combate não tripulados avançados venham ocorrendo há anos, sob completo sigilo, depois que a Força Aérea agiu como se todo o conceito nem existisse no final dos anos 2000.

Na verdade, é até possível que uma pequena força de UCAVs avançados exista hoje, em estado semi-operacional.

Independentemente disso, o tipo de teste que essa instalação renovada suportaria provavelmente estaria em uma escala diferente.

 

Novas Aeronaves


Simulação de UCAVs de ponta Crédito The Drive

A aeronave que ocuparia essa instalação poderia ser mais para testar os conceitos de rede, comando e controle, e táticas experimentais e procedimentos operacionais relacionados a grandes enxames do que apenas sobre os próprios veículos.

Dito isso, é totalmente possível que essas plataformas de voo ainda representem um futuro veículo de produção.

Boeing, Kratos e certamente a Lockheed estão todos trabalhando nos chamados UCAVs atritáveis, ??que custam milhões cada, não dezenas de milhões, são altamente modulares e, opcionalmente, dispensáveis. Além do XQ-58A Valkyrie, a Kratos é conhecida por ter uma série de programas confidenciais em andamento que são de natureza semelhante, mas têm a ver com conceitos e testes mais avançados.


XQ-58A Valkyrie, da Kratos Crédito: The Drive

Considerando a rapidez com que o resto do mundo está avançando nos UCAVs e nos sistemas de combate aéreo não tripulado, sem mencionar as limitações gritantes das aeronaves táticas tripuladas tradicionais quando se trata de ameaças emergentes na Ásia, seria de se imaginar que a Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) tenha finalmente avançado com esses programas.

Mais uma vez, embora os UCAVs avançados provavelmente tenham sido testados secretamente por algum tempo, é menos provável que enxames maiores de sistemas menores e muito mais modulares e acessíveis, o tenham sido.

Nossa avaliação é que existe uma grande possibilidade de que esse grande projeto de construção indique que isso está prestes a mudar.

Este artigo foi feito com base em outro publicado originalmente pelo site The Drive. Para ler o artigo original traduzido, por favor, clique aqui 

Assista, abaixo a um video sobre Área 51:

Já está no ar a Edição 279 da Revista UFO. Aproveite!

Setembro de 2020

Segredos ufológicos nos corredores do Pentágono