DESTAQUE

Nova Zelândia recorre ao governo chileno para estudar onda de UFOs no país

Por
14 de Janeiro de 2019
Ilustração UFO
Créditos: AFP/RNZ

Uma organização ufológica com ligações ao governo chileno está investigando oito relatos de fenômenos estranhos nos céus da Nova Zelândia que ocorreram no ano passado, e diz que os avistamentos estão aumentando. A diretora da UFOCUS NZ, Suzanne Hansen, disse à RNZ que havia um padrão emergente de avistamentos de UFOs relatados em todo o país, envolvendo “corredores” e  hotspots (áreas com grande atividade) e que muitos avistamentos pareciam estar associados a eventos sísmicos. 

Ela fez seus comentários durante o 40º aniversário do mais famoso encontro UFO da Nova Zelândia, os chamados Avistamentos das Luzes de Kaikoura em 31 de dezembro de 1978, que foram filmados por uma equipe de filmagem australiana e encantaram milhões de pessoas em todo o mundo . 

A rede de pesquisa UFO, tem um acordo de cooperação com o Comitê de Estudos de Fenômenos Aéreos Anômalos do Chile, um corpo militar, científico e de aviação estabelecido pelo governo chileno que também segue uma teoria de que os avistamentos de UFOs estão associados à atividade sísmica e investiga esta possível ligação.  Os grupos realizaram projetos conjuntos de pesquisa e vêm trocando informações desde que assinaram um acordo oficial em setembro de 2013. 

Suzanne Hansen disse que a equipe de oito investigadores esteve ocupada examinando oito relatos de UFOs em 2018. A equipe inclui ex-funcionários da força aérea, um astrônomo e cientistas e profissionais da área médica.  "A maioria dos relatos que recebemos é da Ilha do Norte, o que provavelmente se deve ao fato de ter uma população mais densa. Ouvimos muito dos pescadores de lagostim, motoristas de caminhão e fazendeiros, e há uma região de grande atividade com uma história de avistamentos relatados.  Essas áreas incluem o Dome Valley, ao norte de Auckland, que é uma área particularmente assustadora, e Kaipara", informa Suzanne.

Ela também apontou para um "Corredor UFO" que se estende pela Ilha do Norte, das ilhas de Bay of Plenty, através de Tauranga e Waikato, onde houve uma concentração de relatos de UFOs nas últimas décadas. Dados divulgados pela Autoridade de Aviação Civil durante os anos entre 2000 e 2017 mostraram que receberam 30 relatos de UFOs e, curiosamente, houve uma concentração de avistamentos relatados no suposto corredor descrito por Hansen, assim como relatos espalhados pela região de Wellington e Kanterbury.

Uma teoria matemática postulada pelo ex-piloto da Airways Corporation e falecida personalidade da ufologia neozelandesa, o capitão Bruce Cathie, sugeriu que esses supostos corredores foram formados ao longo de ‘linhas de grade’ naturais de energia através da Terra, pelas quais os UFOs costumavam viajar.  

Um dos avistamentos que o grupo investigou este ano teve lugar em 28 de fevereiro em Glenroy, Selwyn, em Canterbury e envolveu a observação da luz do dia de um objeto aéreo preto. A testemunha, que possuía uma licença de piloto particular, estava andando de motocicleta quando viu um objeto se aproximando no céu, que ele descreveu como sendo "uma rosca esmagada" movendo-se extremamente rápido e sem som.  O objeto foi perdido de vista quando chegou perto e passou por cima de árvores, e era “do tamanho de uma sala de estar”, disse ele. "Eu voei muito (aviões) e estou familiarizado com a maioria dos tipos de aeronaves, mas isso foi realmente outra coisa. A velocidade, cor escura e ausência de quaisquer características externas foram bastante notáveis, e gostaria que a experiência tivesse durado mais tempo", concluiu a testemunha.

Hansen acredita que os avistamentos relatados estam aumentando na Nova Zelândia.  Ela se comprometeu a investigar o Fenômeno UFO seguindo o que descreveu como um angustiante encontro UFO quando tinha 20 anos e era professora em Hawke’s Bay, em meados da década de 1970. Ela viajava de carro entre Takapau e Hastings em uma estrada secundária com um amigo durante o final da tarde, quando perceberam luzes intensas acima do veículo. As luzes se aproximaram, e ela disse que estavam acompanhadas por um ‘som vibracional’ que se tornou mais agudo na frequência, até que a dupla perdeu a consciência. 

Ela disse que quando voltaram a si, eles ainda estavam no carro dirigindo, mas agora estava escuro lá fora. "Foi uma sensação de choque e horror, de ser incapaz de explicar logicamente como um segundo você tinha visto luzes erráticas enquanto dirigia à luz do Sol e, logo em seguida, você se encontra dirigindo na escuridão e as luzes haviam desaparecido. Meu amigo reagiu com raiva e desorientação, repetidamente gritando “que diabos está acontecendo”. Foi traumático", concluiu. Ela disse que a dupla estimou ter perdido 90 minutos, o que eles não conseguiram explicar. 

A experiência perturbadora permaneceu com a Hansen e nos anos 80 ela tomou conhecimento da pesquisa sobre UFOs nos Estados Unidos, logo após começando a ajudar o especialista em OVNIs Harvey Cook a organizar reuniões em Tauranga.  O UFOCUS NZ foi formado e estabeleceu um site em 2000 para documentar avistamentos. Um dos eventos UFOs mais dramáticos já documentados, no entanto, aconteceu há 40 anos, em 31 de dezembro de 1978 – Avistamentos das Luzes de Kaikoura.

Espetaculares formações de luz foram vistas 10 dias antes pela tripulação de um avião de carga da Safe Air. As luzes os seguiram por vários minutos antes de desaparecerem e reaparecerem nas proximidades. Elas apareceram no radar de controle de tráfego aéreo de Wellington, no radar da aeronave, e foram avistadas por centenas de pessoas.

Então, entre 31 de dezembro e 1 de janeiro, uma equipe de televisão australiana registrou um incidente similar a bordo de um avião de carga que voava entre Wellington e Christchurch. Grandes objetos brilhantes foram filmados, rastreados pelo Controle de Tráfego Aéreo e observados por testemunhas simultaneamente, com um dos objetos seguindo a aeronave quase até pousar.

Quando a aeronave decolou novamente, foi seguida por um enorme objeto em forma de globo por 15 minutos. O filme surpreendeu milhões de espectadores em todo o mundo. Um relatório das autoridades mais tarde descartou as esferas gigantes como possivelmente sendo reflexos das luzes de barcos de lula.

Assista a reportagem sobre o caso  Avistamentos das Luzes de Kaikoura ativando a legenda em português:

Fonte: radionz.co.nz

Já está no ar a Edição 264 da Revista UFO. Aproveite!

Janeiro de 2019

Sexo com ETs

UPDATED CACHE