NOTÍCIA

NASA revela impressionante mapa espacial

Por Mel Polidori | 07 de Junho de 2019

Imagem do céu no comprimento de onda dos raios-x, registrado pelo experimento NICER, a bordo da Estação Espacial Internacional.
Créditos: NASA

NASA revela impressionante mapa espacial

A cena foi registrada pelo instrumento NICER (Neutron Star Interior Composition Explorer), um experimento capaz de captar as ondas eletromagnéticas no espectro dos raios-x, emitido principalmente pelas estrelas de nêutrons.

A imagem divulgada é repleta de loops, arcos e pontos brilhantes, formados por diversas fontes de emissões de alta energia. Os pontos mais brilhantes são poderosas emissões provenientes de pulsares e galáxias ativas. Os traços são a consequência do movimento do instrumento durante a busca pelos alvos programados, similar aos traços deixados por faróis de automóveis durante uma fotografia de longa exposição. 

O experimento registra os raios-x apenas durante o período noturno do ponto de vista da Estação Espacial, quando a nave utiliza a Terra como proteção contra o Sol. Isso acontece cerca de oito vezes por dia. 

O objetivo do experimento é compreender melhor as emissões provenientes das estrelas de nêutrons e assim criar uma nova imagem de raios X de todo o céu. Segundo Keith Gendreau, ligado ao Goddard Space Flight Center da NASA, mesmo com o mínimo de processamento, essa imagem já revela o "Cygnus Loop", um remanescente de supernova com cerca de 90 anos-luz de comprimento e com idade entre 5 mil e 8 mil anos.

"É bem possível que as varreduras noturnas do NICER revelem fontes anteriormente desconhecidas", disse o pesquisador.

 

 

  

Estrelas de nêutrons

Estrelas de nêutrons são o remanescente extremamente denso de uma supernova. Elas têm entre 10 a 20 quilômetros de diâmetro, mas devido à densidade absurdamente alta, pesam mais que o Sol. Para se ter uma ideia, uma colher de chá do material de uma estrela de nêutrons pesa centenas de milhões de toneladas.

Os cientistas acreditam que o modo como os nêutrons são comprimidos no interior desses objetos os torna o material mais forte do universo. Um dos objetivos do NICER é coletar dados que serão usados para determinar o tamanho real das estrelas de nêutrons com um erro não superior a 5%.

Fonte: Apolo11.com

 

Veja Mais:

Pilotos da Marinha americana relatam seus encontros com UFOs

De acordo com cientistas, água teria origem extraterrestre

Primeiro agroglifo da temporada no Reino Unido apresenta sinais de fraude

Plano da NASA revelado: 37 aeronaves e um pouso lunar

Pentágono admite a investigação de UFOs

O que Bob Lazar tem em comum com o comportamento atual do Pentágono?

  

Compartilhe essa notícia:

Saiba mais sobre este assunto na edição 268 da revista

Comentários

Livros
recomendados

DVDs
recomendados

Edições
recomendadas