DESTAQUE

NASA encontra carbono orgânico em Marte: evidência de vida antiga?

Por
30 de Junho de 2022
Rocha em Marte pode conter evidências de vida antiga.
Créditos: iStock

Cientistas que trabalham com o rover Curiosity, da NASA, detectaram traços de carbono orgânico em Marte que, hipoteticamente, poderiam ter sido produzidos por formas de vida extraterrestres há muito perdidas.

Os autores ressaltam que não conseguiram determinar de onde veio o carbono orgânico, mas também não conseguem descartar uma origem biológica. O trabalho foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS) em 27 de junho. Marte tem sido alvo de estudos sobre a vida passada em outros mundos. Hoje ele é um mundo frio e estéril, sem atmosfera significativa, mas bilhões de anos atrás era muito mais quente, tinha uma atmosfera mais espessa e mais parecida com a da Terra e ondulada com rios e lagoas, proporcionando um habitat potencial para a vida microbiana.

No entanto, devido à falta de um campo magnético significativo do planeta, acredita-se que os ventos cósmicos tenham erodido a atmosfera de Marte há cerca de 3.7 bilhões de anos e sua água logo evaporou. Compostos orgânicos são encontrados em todo o Planeta Vermelho. O que é diferente neste novo estudo é a extensão em que novas amostras foram estudadas, bem como suas altas concentrações – a quantidade de carbono orgânico encontrada é comparável à encontrada em rochas em alguns lugares inóspitos aqui na Terra. Jennifer Stern, cientista espacial do Goddard Space Flight Center, da NASA, e principal autora do novo estudo, disse ao Newsweek: “Em resumo, este trabalho é diferente de outras detecções orgânicas em Marte porque representa nossos melhores esforços para obter a quantidade total de carbono orgânico na rocha e a fonte desse carbono.”

“Determinar a abundância de carbono orgânico total em rochas em Marte ajuda a estabelecer uma linha de base para quanto carbono está presente como produto de processos não biológicos. Se encontrarmos uma amostra que contenha muito mais carbono orgânico total do que outras rochas, isso seria muito interessante para evidências de química além dos processos geológicos e atmosféricos.” Compostos orgânicos são de interesse para os cientistas porque é possível que os organismos vivos os criem, daí o nome. Embora isso possa evocar a discussão sobre a vida extraterrestre, é importante lembrar que, apesar do nome, os compostos orgânicos são, em seu nível mais básico, compostos que contêm carbono e hidrogênio. Existem vários processos naturais e não biológicos que podem produzi-los, como a atividade vulcânica.


O rover Curiosity pode ter se deparado com sinais de vida passada em Marte, mas análises ainda estão sendo feitas.
Fonte: NASA

De fato, os cientistas acreditam que uma explicação provável de Marte estar coberto por eles é que eles foram criados quando a água reagiu com rocha vulcânica. Jennifer disse: “A abundância total de carbono orgânico na Terra é frequentemente usada como um substituto para insumos biológicos para um sistema, mas em Marte, não vemos nenhuma evidência de que a vida tenha contribuído para o carbono encontrado até agora.” Jennifer e seus colegas estudaram amostras de Marte de dentro de lamitos de 3.5 bilhões de anos coletados em uma região conhecida como cratera Gale. Eles dizem que seu trabalho representa a primeira quantificação de carbono orgânico em massa em rochas sedimentares na superfície de Marte.

As amostras de rochas da cratera Gale foram escolhidas porque acredita-se que a área tenha sido formada pelo que já foi um ambiente de lago raso, que pode ter sido hospitaleiro para a vida. A análise identificou cerca de 40 vezes mais carbono orgânico nas amostras do que havia sido relatado anteriormente e encontrou mais carbono orgânico do que havia sido relatado em meteoritos marcianos. Os autores dizem que resta saber se há mais informações químicas nas amostras que possam identificar exatamente como elas foram formadas e quais processos podem tê-las alterado desde então.

Fonte

UFO Recomenda

Já está no ar a Edição 287 da Revista UFO. Aproveite!

Março de 2022

A noite oficial dos UFOs no Brasil