DESTAQUE

NASA anuncia o próximo lançamento tripulado em parceria com a Space-X para o Halloween

Por
29 de Setembro de 2020
Sorridentes, os próximos astronautas que irão para a ISS fazem teste de equipamento
Créditos: NASA

Definitivamente, o final de semana do Halloween será agitado nos Estados Unidos. Além de um meteoro que passará “raspando” pela Terra, e a eleição presidencial no dia 03 de novembro, Elon Musk e a NASA retomarão o lançamento de astronautas.

 A NASA definiu oficialmente a data para o lançamento da tão esperada missão Crew-1, da SpaceX, para a Estação Espacial Internacional (ISS): será no dia 31 de outubro.

Uma espaçonave SpaceX Crew Dragon decolará no topo de um foguete Falcon 9 do Complexo de Lançamento 39A, no Centro Espacial Kennedy, na Flórida.

A Crew-1 marcará a primeira vez que uma tripulação internacional voará a bordo de um foguete e nave espacial de propriedade comercial e operado em solo americano, de acordo com a NASA.

O anúncio segue a conclusão bem-sucedida da Demo-2, que viu os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley serem lançados com sucesso do Cabo Canaveral em maio. A dupla atracou na Estação Espacial Internacional cerca de um dia depois, onde passou os dois meses seguintes.

A tripulação de quatro pessoas com lançamento previsto para o Halloween inclui os astronautas da NASA Michael Hopkins, Victor Glover e Shannon Walker. Eles também terão a companhia de Soichi Noguchi, da Japan Aerospace Exploration Agency (JAXA). O grupo ficará seis meses na ISS.

 

Verificação de vazamento


Estação Espacial Internacional (ISS) Crédito: NASA

Em julho, a NASA também anunciou os quatro membros da tripulação para a missão Crew-2, com lançamento programado para a primavera de 2021 no Hemisfério Norte.

De acordo com o comunicado da NASA, a agência ainda está planejando reservar um tempo antes do lançamento para “conduzir testes adicionais para isolar o vazamento de atmosfera da estação, se necessário”

Em 20 de agosto, a NASA deu início a uma investigação sobre um pequeno vazamento de ar a bordo da estação, observando que nenhum dos membros da tripulação corria perigo imediato.

Apesar disso, os astronautas americanos precisaram “acampar” algumas vezes no setor russo da estação, por questões de segurança.

 

Fonte: Futurism

Já está no ar a Edição 279 da Revista UFO. Aproveite!

Setembro de 2020

Segredos ufológicos nos corredores do Pentágono