DESTAQUE

NASA analisa como astrônomos alienígenas veriam a Terra

Por
04 de Julho de 2014
Em novembro de 1967 a Apollo 4 obteve esta imagem da Terra; cientistas tentam determinar se astrônomos aienígenas encontrariam sinais de vida em nosso planeta
Créditos: NASA

A sonda lunar LCROSS da NASA realizou uma missão pioneira quando, em 09 de outubro de 2009, observou a colisão do último estágio de seu foguete lançador Centaur contra a superfície da Lua. O veículo caiu na Cratera Cabeus, no polo sul lunar e antes de também atingir a superfície a sonda observou a presença de água no material ejetado no impacto.

Antes do ponto culminante de sua missão, entretanto, como forma de calibrar seus instrumentos, a LCROSS foi voltada para a Terra, obtendo imagens e dados que foram depois arquivados. Recentemente uma equipe chefiada por Tyler Robinson, do Centro de Pesquisas Ames, em Mountain View, Califórnia, pesquisou essas informações e descobriu que podem auxiliar a procurar indícios de vida, ou ao menos de um ambiente habitável, em planetas alienígenas.

A ideia era simular como a Terra apareceria a um astrônomo alienígena, se este apontasse seus instrumentos para nosso planeta. Os cientistas conseguiram observar o ozônio da atmosfera nos dados da LCROSS, além do brilho causado pela reflexão da luz solar nos oceanos. Foi determinado que, observada a distância, a Terra na fase crescente aparece com brilho dobrado graças ao reflexo dos oceanos. Eles salientam que é interessante observar esse efeito em exoplanetas. O ozônio, por sua vez, é especialmente visível em luz ultravioleta, sendo um importante indicativo da presença de vida. As descobertas igualmente ajudarão a desenhar futuros telescópios caçadores de planetas.

Leia o trabalho de pesquisa

Site oficial da missão LCROSS

Há muito mais água do que se previa na Lua

Planeta habitável é encontrado próximo a nosso Sistema Solar

Encontrado exoplaneta próximo capaz de sustentar vida

Saiba mais:

Livro: Dossiê Cometa

crédito: Revista UFO
Dossiê Cometa
Dossiê Cometa

Este é o documento ufológico mais explosivo dos últimos tempos. O Dossiê Cometa é o relatório da entidade homônima francesa – o Comitê Cometa – que analisou as evidências mais marcantes da atuação de ETs em nosso planeta, através de avistamentos e aterrissagens de UFOs que se prolongam há milênios e dos contatos com seus tripulantes. O documento foi entregue ao primeiro ministro francês e a outras autoridades mundiais, com uma séria advertência: devemos estar preparados para grandes transformações em nossa cultura, ciência e religião, pois em pouco tempo os UFOs causarão grande impacto em nossas vidas. Para os membros da entidade, o futuro está definido: um exame da ação de nossos visitantes deixa claro que caminhamos rapidamente para um contato oficial definitivo com outras espécies cósmicas.

DVD: Buscando Vida Fora da Terra

Já está no ar a Edição 203 da Revista UFO. Aproveite!

Agosto de 2013

O todo é maior do que a soma das partes