DESTAQUE

NASA abre escritório para proteger a Terra de asteroides

Por
14 de Janeiro de 2016
A criação de um escritório de defesa planetária é mais uma iniciativa para proteger a Terra de impactos de asteroides
Créditos: Arquivo

O evento de Chelyabinsk, acontecido em 15 de fevereiro de 2013, representou um alerta para toda a humanidade. Pela primeira vez na época moderna, quando o mundo está inteiramente conectado e globalizado, um evento cósmico causou danos em uma região habitada, comprovando inequivocamente a ameaça representada por asteroides e outros objetos espaciais. Infelizmente os irresponsáveis de sempre acabaram se aproveitando desse evento, além de outros anúncios de passagens próximas de corpos celestes, para espalhar suas mesmas velhas mentiras, mas esforços realmente sérios estão sendo feitos para proteger o mundo de impactos.

O mais recente veio por parte da Agência Espacial dos Estados Unidos (NASA), que anunciou a criação do Escritório de Coordenação de Defesa Planetária (PDCO). A chefia ficará a cargo de Lindley Johnson, que atualmente comanda o programa de objetos próximos da Terra (NEO) da agência. O PDCO funcionará no âmbito da Divisão de Ciência Planetária da NASA, no Diretório de Missões Científicas em Washington. Johnson disse: "O estabelecimento do escritório mostra o comprometimento da NASA em ter um papel de liderança nos esforços domésticos e internacionais para detecção de ameaças de impacto em potencial, e planejamento de uma defesa planetária".

O PDCO irá supervisionar todas as missões da NASA na investigação de asteroides e cometas que passem próximos da órbita da Terra ao redor do Sol, além de liderar a coordenação entre agências e os esforços em resposta a qualquer ameaça de impacto em potencial. Também irá auxiliar na elaboração de planos caso um impacto aconteça, com agências norte-americanas e de outras nações, e publicar notícias e alertas sempre que um NEO passar próximo a nosso planeta ou estiver em uma possível trajetória de impacto, sempre baseando-se em informações científicas de boa crdibilidade. Além disso, caso uma intervenção não seja possível, a NASA fornecerá a outros organismos como a Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (FEMA), informações a respeito de local e horário de impactos, a fim de que operações para minimizar seus efeitos sejam implementadas.

ESFORÇOS PARA PROTEGER O PLANETA

A Fundação Nacional de Ciências dos Estados Unidos liberou uma nota dizendo que essa é uma atividade crítica e que uma colaboração entre agências nos Estados Unidos e com governos estrangeiros é essencial para estudar e elaborar meios de proteção. Até o momento mais de 13.500 objetos próximos da Terra ou NEOs foram descobertos, e mais de 95% desse total se deve às observações da NASA, que tiveram início em 1998. Cerca de 1.500 NEOs são detectados a cada ano e a NASA tem estudado e desenvolvido novas tecnologias e técnicas para alterar o curso de objetos que possam representar uma ameaça à Terra. O orçamento da agência, aprovado recentemente, inclui 50 milhões de dólares para observação e defesa planetária, um aumento de dez vezes desde o início do atual governo. A política espacial apresentada em 28 de junho de 2010 instrui a NASA a detectar, catalogar e caracterizar objetos próximos da Terra, a fim de reduzir o risco de impactos e identificar quais deles podem ser possíveis fontes de recursos.

Visite o site do Escritório de Coordenação de Defesa Planetária (PDCO)

Confira um vídeo com alternativas para desviar um asteroide

Vídeo sobre o evento em Chelyabinsk

O meteoro, o asteróide e as mistificações

Desviar um asteroide pode ser um problema político

Armas nucleares podem salvar a Terra de asteroides

Asteroide passará pela Terra em 24 de dezembro, sem oferecer risco

ONU completa primeira fase de trabalho para proteger a Terra de asteroides

Japão lança nave para visitar asteroide

Saiba mais:

Livro: UFOs na Rússia

crédito: Revista UFO
UFOs na Rússia
UFOs na Rússia

Este livro oferece revelações espantosas sobre a presença alienígena em um dos países mais fechados do mundo, mantida secreta por décadas a fio, antes pelo comunismo e agora por um rígido sistema de censura. UFOs na Rússia contém informações sobre naves alienígenas observadas e registradas sobre bases áreas e instalações militares secretas, e mostra como uma revoada de UFOs colocou o sistema de defesa aéreo russo sob alerta várias vezes – quase causando uma guerra em 1977.

DVD: Destino Terra 2

Já está no ar a Edição 224 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2015

O que os faz virem à Terra?