DESTAQUE

Não existe Planeta-X de acordo com a NASA

Por
15 de Março de 2014
O Planeta-X, nada mais que uma invenção; busca do satélite WISE não encontrou qualquer evidência de que exista
Créditos: Beforeitsnews.com

Má notícia para os que acreditam em Nibiru, Planeta-X, Nemesis, anã marrom invasora ou outro astro errante levando catástrofes periódicas ao indefeso planeta Terra: uma detalhada vigilância do céu com um telescópio infravermelho da NASA não encontrou qualquer sinal de um corpo do tamanho de Saturno ou maior nas fronteiras do Sistema Solar. De fato, teorias de extinções periódicas na Terra por impactos de cometas, desviados por esse astro desconhecido, já haviam sido totalmente descartadas pela ciência muito antes.

O Explorador de Amplo Campo em Infravermelho (WISE), é um telescópio espacial que entre 2010 e 2011 investigou asteroides, estrelas e galáxias. Após essa missão foi colocado em hibernação, sendo reativado em setembro de 2013 para uma nova busca, procurando também localizar asteroides e cometas a fim de entender melhor seus tamanhos e composições, e se representam perigo para a Terra. De acordo com Kevin Luhman, do Centro de Exoplanetas e Mundos Habitáveis da Penn State University: "O Sistema Solar exterior provavelmente não contém um grande planeta gasoso ou uma pequena estrela companheira".

As teorias sobre um Planeta-X surgiram após o descobrimento de Netuno em 1846, previsto devido a perturbações que provoca na órbita de Urano. Por sua vez, a órbita de Netuno igualmente não se mostrava como esperado, levando a ideia de existir um décimo planeta ainda mais exterior. Atribuiu-se esse movimento à existência de Plutão, entretanto este é pequeno demais para este efeito. Contudo, os dados da WISE comprovam indiscutivelmente que, em um espaço até 10.000 unidades astronômicas do Sol, não existe nada de grande tamanho. Lembrando que 1 UA é a distância da Terra ao Sol, cerca de 150 milhões de km.

CORPOS CELESTES NAS PROXIMIDADES DO SISTEMA SOLAR

Tampouco existem astros do tamanho de Júpiter, o maior planeta de nosso sistema, a uma distância de 26.000 UA do Sol. Mas a WISE descobriu uma estrela situada a 20 anos-luz de nós na constelação Norma, e ainda um par de estrelas anãs marrons a 6,5 anos-luz de distância, o sistema estelar mais próximo a ser descoberto em um século. Os mesmos irresponsáveis e promotores da ignorância de sempre, aliás, insistiram recentemente na informação falsa de que o finado cometa ISON estaria escoltando um desses objetos, ou até mesmo o imaginário planeta Nibiru, o que vem a ser um completo absurdo.

Anãs marrons são estrelas muito pequenas para desencadearem os processo de fusão nuclear em seu núcleo, mas mesmo assim são astros muito quentes, facilmente observáveis por telescópios trabalhando no infravermelho como a WISE. Além disso, são evidentemente bem maiores que Júpiter, logo seria absolutamente impossível que um objeto desses entrasse despercebido no Sistema Solar. É provável que novos astros sejam anunciados em breve, pois os astrônomos ainda estudam as informações coletadas pela WISE. Esta nova busca já descobriu 3.525 estrelas e anãs marrons em uma distância de até 500 anos-luz do Sol.

Leia o artigo liderado por Kevin Luhman no The Astrophysical Journal

Cometa ISON foi destruído na passagem pelo Sol

NASA alerta contra profecias do fim do mundo

E o fim do mundo novamente não aconteceu

Saiba mais:

Livro: Contatados

crédito: Revista UFO
Contatados
Contatados

Afinal, quem são os contatados? Emissários das estrelas, arautos de uma nova era ou a quinta coluna da invasão extraterrestre? Um dos mais fascinantes e polêmicos aspectos do Fenômeno UFO é agora dissecado por um dos mais produtivos ufólogos brasileiros. O historiador Cláudio Tsuyoshi Suenaga, consultor da Revista UFO por mais de 12 anos, apresenta uma retrospectiva de todos os mais importantes casos de contatados da Ufologia Moderna, de George Adamski a Sixto Paz, de Billy Méier a Plínio Bragatto, de Aladino Félix a Claude Vorilhon Räel.

DVD: Buscando Vida Fora da Terra

Já está no ar a Edição 203 da Revista UFO. Aproveite!

Agosto de 2013

O todo é maior do que a soma das partes