DESTAQUE

Meteoro super brilhante faz noite virar dia no Rio Grande do Sul

Por
03 de Outubro de 2020
Clarão provocado pela explosão do meteoro sobre o Rio Grande do Sul
Créditos: Bramon

Super bólido provocou um enorme clarão após atravessar vários estados do Brasil e explodir no céu do Rio Grande do Sul.

A queda de um meteoro superluminoso foi registrada no Rio Grande do Sul, no início da madrugada de quinta-feira dia 01 de outubro. Segundo o Observatório Espacial Heller & Jung, o objeto entrou na atmosfera a uma altitude de 100 km e explodiu às 01h09, na região de Caxias do Sul.

A Rede Brasileira de Observação de Meteoros (Bramon) afirmou, em nota, que o meteoro corresponde a um superbólido, que brilha mais intensamente que a Lua cheia. De acordo com a organização moradores da região relataram que postes de iluminação pública chegaram a desligar.

"Ele [o meteoro] brilhou tanto que em algumas localidades, a noite ‘virou dia’ por alguns instantes", diz o comunicado.

Os bólidos são caracterizados por apresentarem uma magnitude igual ou superior a -4 e explodir durante a queda. O ponto de referência é o nível 0, e números negativos indicam um brilho mais intenso.


Super meteoro sobre Caxias do Sul. Crédito: Olhar Digital

Ao jornal Zero Hora, o professor Carlos Fernando Jung, responsável pelo observatório, afirmou que o bólido identificado naquela madrugada foi o maior, "em tamanho e magnitude", registrado no Rio Grande do Sul, desde 2016. Ele ainda explicou que a onda de choque produzida pelo fenômeno causa a sensação de explosão.

"Quando ocorre isso, o meteoro possivelmente deixou resquícios, produzindo meteoritos no solo", afirmou o professor das Faculdades Integradas de Taquara, que também é diretor científico da Região Sul da Bramon.

Especialistas ainda estudam a trajetória, a velocidade e o tamanho do meteoro. Em entrevista à CNN, Jung estimou que o superbólido poderia ter mais de um metro de diâmetro.

 

Fonte: Olhar Digital

 

Assista abaixo um vídeo da explosão:

Já está no ar a Edição 279 da Revista UFO. Aproveite!

Setembro de 2020

Segredos ufológicos nos corredores do Pentágono