DESTAQUE

Marte, Nikola Tesla e o Código Morse

Por
18 de Fevereiro de 2020
Os mistérios de Marte
Créditos: NASA

Yuri Milner, criador da iniciativa Breakthrough Listen [Audição Avançada], um projeto de comunicação com seres de outros planetas, disponibilizou ao público um petabyte de informações do projeto SETI.

Mais especificamente, os sinais coletados pelo radiotelescópio Parkes, em New South Wales, na Austrália, no espectro de rádio entre um e 12 GHz.

Um petabye é algo como 1015 terabyte de informação. A quantia é tão grande que os promotores do projeto buscam a colaboração daqueles que têm uma boa dose de paciência e uma conexão à internet sem limite de dados. Com um pouco de sorte, você encontrará os "marcianos" dizendo algo.

 Alô, alô, marciano

 
Torre de Tesla

E o uso da expressão marcianos, ao invés de alienígenas, é proposital, porque em julho de 2020 fará 32 anos que recebemos uma mensagem misteriosa em Código Morse, vinda do Planeta Vermelho. 

Em 07 de julho de 1988, o engenheiro eletrônico Greg Hodowanec escreveu uma carta a um editor da revista Radio-Electronics, na qual mencionava ter alcançado contato definitivo com um comunicador aparentemente extraterrestre.

“Na manhã desta data, das 07h30 às 19h38 , gravei os seguintes pulsos de código Morse aparentemente: AAAARARTTNNNKCNNNEEE EENENNTTTNEEEEEAEERKE NNETEEAAAAEEENTTKNTNT SESESESESEMEMESESESESESESESESESE.

Como você pode ver, estes não parecem ser apenas pulsos aleatórios, mas os sinais SE, que são os mais frequentes, parecem ser possivelmente um sinal de identificação", concluiu o engenheiro.

 Nikola Tesla e o código binário

 
Nikola Tesla

Hodowanec esteve envolvido nas comunicações do SETI desde abril de 1988 e melhorou o sistema de comunicação gravitacional projetado por Nikola Tesla, com o qual o cientista sérvio teria obtido comunicações extraterrestres, como ele próprio confessou.

Conforme o cientista do SETI escreveu em outubro de 1988, “desde o início de agosto de 1988, observou-se que havia aparentemente sinais inteligentes nessas modulações [da radiação de fundo de micro-ondas]. Você pode dizer que a inteligência estava na forma de comunicação digital, por exemplo, pontos e traços ou uns e zeros”.

Mais um mistério de Marte

 
Rover em Marte. Crédito: JLP/NASA

“Esse tipo de comunicação pode ter sido escolhido por esse 'comunicador desconhecido', pois levou à forma de 'movimento de massa' de sinalização longitudinal de gravidade, bem como a um sistema universal facilmente reconhecível”.

Hodowanec observou que os sinais eram semelhantes aos símbolos mais simples do Código Morse Internacional.

Fonte: UFO Spain

Assista um video sobre as invenções de Tesla:

Saiba mais sobre o assunto!

 

Se você ficou curioso para saber mais sobre o envolvimento de Nikola Tesla com os extraterrestres e as incríveis descobertas feita pelo genial inventor há 100 anos, não pode perder o XXV Congresso Brasileiro de Ufologia e o lançamento do livro Alienígenas do Passado em Marte. Nele o autor Mike Bara, que palestrará no evento, descreve minuciosamente tudo o que aconteceu e também fala sobre os sinais que os Anunnaki deixaram em Marte. Não perca!

As inscrições para o evento estão abertas no site oficial e custam R$ 140,00, podendo ser pagas em até 12 vezes.

O XXV Congresso Brasileiro de Ufologia ocorrerá entre 27 a 29 de março, no Hotel Bourbon, em Curitiba.

Site oficial: www.ufologiabrasileira.com.br

ATENÇÃO: Já vendemos todas as 400 vagas iniciais e as vagas extras estão praticamente esgotadas. Corra!

Já está no ar a Edição 261 da Revista UFO. Aproveite!

Setembro de 2018

Nikola Tesla e a Vida Extraterrestre