DESTAQUE

Marinha dos Estados Unidos libera oito novos relatórios sobre encontros de caças de guerra com UFOs

Por
15 de Maio de 2020
Novos relatos liberados
Créditos: The War Zone

O lançamento de oito relatórios de risco pela Marinha dos Estados Unidos é, notavelmente, a primeira oportunidade real de conhecermos como o serviço lida com avistamentos relatados pelos pilotos, de aeronaves não identificadas, bem como de conhecermos as semelhanças entre os encontros.

As novidades em relação à Marinha dos Estados Unidos continuam e a arma parece realmente disposta a sair na frente e abrir, ao menos até certo ponto, o que sabe sobre encontros com UFOs.

Quase um ano atrás, o testemunho de um piloto de caça da Marinha sobre uma explosão aparentemente bizarra de encontros com aeronaves não identificadas voando em espaço aéreo restrito, na costa leste dos Estados Unidos, atingiu os noticiários do planeta.  

Nos meses que se seguiram, alguns detalhes adicionais  sobre esses encontros foram revelados, e enquanto isso acontecia, o site War Zone montava os elementos básicos de um caso para poder explicá-los. 

O que ainda faltava aos pesquisadores era alguma documentação oficial da Marinha falando sobre esses encontros. Agora isso mudou e nó podemos conhecer o que os relatórios descrevem sobre o que ocorreu ou não na ocasião dos eventos. 

O site The War Zone obteve os oito relatórios de risco feitos pela Marinha, todos marcados como "não classificados" e "somente para uso oficial", por meio de uma solicitação da Lei de Liberdade de Informação (FOIA) ao Centro de Segurança Naval. 

 Área quente


Mapa do espaço aéreo da costa central do Atlântico dos Estados Unidos, mostrando
as áreas W-72 e W-386. Crédito: The Drive

Sete deles envolvem caças Super Hornets F/A-18E/F e ocorreram entre 2013 e 2014, em um trecho de espaço aéreo ao largo da costa da Virgínia e da Carolina do Norte, conhecida como área de alerta do W-72. 

O oitavo incidente ocorreu em 2019, e envolveu um EA-18G Growler voando em uma parte diferente do Oceano Atlântico, na costa de Maryland, chamada área de alerta W-386.

O oficial da FOIA que lidou com o pedido do site disse que esses eram os únicos oito relatórios no Sistema de Segurança Ativado pela Web (WESS) e Sistema de Relatório de Perigos (WAMHRS) para lidar com encontros da aviação naval com objetos não identificados, balões e outros objetos semelhantes qualquer lugar. 

O WESS é um sistema online de relatórios e recuperação de dados para acidentes e ferimentos pertencentes aos membros do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos e da Marinha. 

Já o WAMHRS é um banco de dados centralizado de computadores, que deve conter todos os relatórios de acidentes e incidentes de voo que as unidades de aviação da Marinha arquivam no Centro de Segurança Naval.

Os relatos


Piloto de caça em encontro com UFO Crédito: Revista UFO

O relatório mais antigo do conjunto fala sobre um incidente de 27 de junho de 2013, no qual um Super Hornet do esquadrão Strike Fighter 11 (VFA-11) encontrou uma "aeronave de cor branca e aproximadamente do tamanho e forma de um drone ou míssil”.

Embora a tripulação tenha visto a aeronave em questão, o Super Hornet e a Estação Aérea Naval Oceana, com sede na Virgínia, não a rastrearam por radar do objeto.

Dois outros relatórios de risco incluíram detalhes semelhantes sobre um alvo estacionário ou quase estacionário. 

Durante um evento relacionado, que ocorreu em 27 de abril de 2014, a tripulação do caça descreveu o encontro como uma "quase colisão no ar com um objeto semelhante a um balão" - que é a primeira instância de uma descrição substantiva da aeronave, observaram os autores. No entanto, nenhum detalhe sobre o operador do balão foi incluído no relatório.

Nós ainda não conseguimos um link para que seja possivel baixar os relatórios, mas você poderá visualizá-los e conhecer todos os detalhes explicativos clicando aqui.

Nós não sabemos que outras novidades e supresas teremos neste ano, quando fatos inesperados parecem vir de todos os lados. Porém, o que vemos é que se está delineando uma política de muito maior abertura quanto aos UFOs e suas implicações para a segurança de voos tanto militares quanto civis. 

Se vamos progredir no assunto, de forma a se ligar os objetos diretamente a extraterrestres, é algo dificil de se garantir, mas tudo indica que essa não é uma possibilidade fora do horizonte, algo que há muitos anos não vemos acontecer. 

Fonte: The War Zone

Assista, abaixo, um video sobre o assunto:

UFO Recomenda

Já está no ar a Edição 275 da Revista UFO. Aproveite!

Dezembro de 2019

Neguentropia ufológica