DESTAQUE

Local explorado pelo Spirit pode ser alvo do próximo rover da NASA

Por
03 de Março de 2017
Montagem mostrando o Rover 2020 próximo ao Spirit na região explorada por este último em Marte
Créditos: NASA

A NASA move um processo interno para escolher o destino de seu próximo robô para Marte, por enquanto conhecido como Rover 2020. Semelhante ao Curiosity e montado no mesmo chassis, ele terá uma missão bem diversa. O veterano que pousou em Marte em 2012 segue sua exploração da Cratera Gale, onde cumpriu sua missão primária que era determinar se essa região era capaz de abrigar vida microbiana, o que confirmou positivamente. Já o Rover 2020 carregará uma instrumentação mais avançada para procurar por sinais de vida microbiana no passado marciano. Além de realizar análises in loco, o 2020 irá colher amostras que mostrem sinais de atividade biológica passada e posicioná-las na superfície de Marte em uma série de recipientes.

O plano é que uma futura missão, envolvendo outros robôs ou mesmo astronautas, recupere essas amostras e as traga para a Terra, onde seriam analisadas de forma detalhada em laboratórios sofisticados e com a mais alta segurança. Porém, o fato de a agência espacial ainda não ter iniciado os preparativos para tais missões futuras é alvo de críticas de alguns. O local de aterrissagem do Rover 2020 foi alvo de debates em um evento da NASA na Califórnia, de 08 a 10 de fevereiro, e três locais foram selecionados como candidatos finais: a Cratera Jezero, que exive evidências de um lago seco e que pode ter abrigado vida; o noroeste do Syrtis Major, um antigo vulcão próximo a uma bacia de impacto, uma área que deve ter sido quente e úmida há muito tempo; e a região de Columbia Hills e da Cratera Gusev, explorada pelo robô Spirit.

Este deixou de funcionar em 2010, mas realizou impressionantes descobertas em sua região de pouso, comprovando a presença de minerais de sílica que somente se formam na presença de água quente, um local extremamente propício à presença de vida microbiana. Retornar a esse local com um robô mais capaz é uma ideia cujo número de defensores cresce na agência. O Rover 2020 utilizará a mesma técnica de pouso de guindaste aéreo do Curiosity, refinada com novos instrumentos para reduzir a área alvo, e deverá ter companhia em Marte. A missão ExoMars Rover, conjunta entre as agências espaciais de Europa e Rússia, deve ser lançada em 2021, e a China pretende também lançar um robô na mesma época.

crédito: NASA
Concepção artística do Rover 2020
Concepção artística do Rover 2020

Visite o site oficial do Rover 2020

Como foi o pouso do Curiosity, chamado de "sete minutos de terror"

Site oficial da missão Curiosity

Rover Curiosity completa 4 anos em Marte

NASA comemora dez anos dos primeiros rovers em Marte

Marte teve condições de abrigar vida

Missão Viking a Marte completa 40 anos

Comprovação de água líquida fluindo em Marte aumenta as possibilidades de vida

Opportunity quebra recorde de quilometragem em Marte

Opportunity encontra novas evidências de que Marte pode ter abrigado vida

Saiba mais:

Livro: Dossiê Cometa

crédito: Revista UFO
Dossiê Cometa
Dossiê Cometa

O Dossiê Cometa é o relatório da entidade homônima francesa – o Comitê Cometa – que analisou as evidências mais marcantes da atuação de ETs em nosso planeta, através de avistamentos e aterrissagens de UFOs que se prolongam há milênios e dos contatos com seus tripulantes. O livro apresenta casos ufológicos marcantes ocorridos na França e em todo o mundo, incluindo pousos de UFOs com marcas físicas, perseguições a aviões civis e militares com depoimentos dos pilotos, interferências em redes elétricas e casos em que ETs abordaram seres humanos.

DVD: Buscando Vida Fora da Terra

Já está no ar a Edição 237 da Revista UFO. Aproveite!

Agosto de 2016

Visões diferentes para a mesma questão

UPDATED CACHE