DESTAQUE

Lapso de tempo e o estranho sequestro alienígena de Robert Matthews

Por
06 de Março de 2021
Não é raro o fenômeno da abdução vir acompanhado de lapsos de tempo.
Créditos: ktsdesign

Um fenômeno estranho associado com abduções alienígenas é o mistério do lapso de tempo. Em 01 de outubro de 1966, o aviador de primeira classe Robert Matthews, de 19 anos, vivenciou um episódio estranho em que não se recordava de uma hora inteira.

Por Brent Swancer

Mathews chegou a um ponto de ônibus na vila de Cape Cod, North Truro, Massachusetts, às 08h45, para ser pego e partir para seu primeiro tour com a Força Aérea dos Estados Unidos na base próxima. Percebendo que ninguém estava lá para buscá-lo e a área parecia deserta, ele ligou para a base de uma cabine telefônica, e lhe disseram que um caminhão já estava a caminho para buscá-lo e que ele deveria esperar lá, pois levaria apenas alguns minutos. Enquanto Matthews esperava pelo caminhão, ele notou luzes estranhas se movendo da direita para a esquerda no céu e sentiu um medo irracional começar a se espalhar por ele. Embora as luzes fossem certamente estranhas, ele não tinha certeza de onde vinha essa sensação repentina e opressora de pavor e, em um leve pânico, chamou a base de volta e perguntou quanto tempo demoraria para o caminhão chegar.

O pessoal da base que atendeu a ligação ficou confuso com isso, pois informou a Matthews que o caminhão já tinha passado por lá para buscá-lo e não o tinha visto. Matthews insistiu que tinha ficado lá o tempo todo e não tinha saído da cabine telefônica, mas não tinha visto nenhum caminhão. Foi quando percebeu, com uma certa pontada de pânico, que era 09h45, o que não fazia sentido algum, pois ele tinha acabado de ligar para a base da primeira vez não fazia cinco minutos. Ou assim ele pensou. Quando Matthews chegou à base, ele foi amplamente questionado sobre onde estava quando o caminhão foi buscá-lo, mas ele honestamente não tinha ideia.

Os oficiais da base não acreditaram nele, pensando que ele tinha bebido ou estava inventando uma história complicada, mas Matthews se manteve firme. Depois disso, o assunto foi esquecido, ele foi trabalhar na base e mais tarde serviria na Guerra do Vietnã. Mas com o passar dos anos aquele estranho incidente o corroeu no fundo de sua mente. Ele ficou cada vez mais certo de que seu bizarro episódio de perda de tempo tinha alguma conexão com as luzes que ele tinha visto, e ele tinha alguns fragmentos vagos em sua mente de rostos estranhos e uma sala médica, mas ele não conseguia descobrir exatamente o que tinha acontecido. Anos mais tarde, ele por puro acaso encontrou o livro Missing Time, do notável ufólogo Budd Hopkins, e Matthews teve uma espécie de epifania.


O falecido ufólogo Budd Hopkins, que usava o procedimento de regressão hipnótica a fim de resgatar memórias sobre abduções e lapsos de tempo, chegou a ajudar Matthews.
Fonte: Intruders Foundation

Ele contatou Hopkins imediatamente e, após várias entrevistas, o ufólogo se convenceu de que Matthews estava passando por um caso de lapso de tempo causado por um sequestro alienígena. Hopkins disse: “Não é percebido como uma ‘pausa’ em que algo acontece e depois é retomado. É lembrado de forma contínua, e uma viagem de meia hora, por exemplo, acaba sendo uma viagem de duas horas ou algo assim, e isso às vezes é experimentado em conjunto com um avistamento de um UFO ou algo como uma luz, mas nem sempre.” Hopkins estava muito familiarizado com esse fenômeno, já que era bastante conhecido por lidar com casos de lapso de tempo.

Hopkins suspeitou que as memórias do que acontecera durante aquela hora perdida provavelmente ainda estavam em algum lugar na cabeça de Matthews, e que a melhor maneira de as desenterrar era através da hipnose. Matthews concordaria em ser hipnotizado e as coisas ficariam ainda mais estranhas. Sob hipnose, ele conseguiu se lembrar de muitos outros detalhes do que acontecera. Ele explicou que uma das luzes que ele viu se aproximou dele rapidamente, e que era algum tipo de nave voadora de outro mundo. Esta nave pousou e uma rampa baixou, revelando três seres de aparência estranha.

Matthews disse que essas entidades o conduziram para a nave, onde ele foi examinado em uma sala que parecia algum tipo de quarto médico esterilizado. Segundo ele, os alienígenas examinaram seu peito, tiraram amostras de seu corpo e o sondaram, antes de devolvê-lo para onde o encontraram. Curiosamente, Hopkins também soube que Matthews teve outro sequestro quando era apenas uma criança, do qual ele diz: “Este não foi o único encontro ufológico que ele teve em sua vida. Quando tinha cerca de cinco ou seis anos de idade, ele viu uma figura verde brilhante em seu quarto e tentou gritar, mas nada saiu de sua boca e ele pensou ter perdido a voz e a audição. Então, de repente, a figura veio em sua direção levantou seu pijama e fez algo em seu peito, mas quando contou à sua mãe, ela não acreditou”.

Hopkins certamente pareceu acreditar nele, considerando-o um exemplo sólido do fenômeno de lapso de tempo, especialmente levando em conta que houve testemunhas indiretas do incidente: o caminhão militar que chegou àquela cabine telefônica e não encontrou ninguém ali. O que realmente está acontecendo aqui? Mathews foi realmente vítima de um sequestro alienígena ou isso é apenas um mal-entendido ou mesmo uma brincadeira que ele pregou? Provavelmente nunca saberemos com certeza o que aconteceu naquele dia, mas o caso de Mathews se soma à pilha cada vez maior de casos semelhantes de lapso de tempo em relação ao Fenômeno UFO, que não fica menos estranho e não está mais perto de ser totalmente entendido.

Fonte

Já está no ar a Edição 278 da Revista UFO. Aproveite!

Março de 2020

Miscigenação com aliens