DESTAQUE

Instituto SETI se junta ao debate sobre UFOs

Por
09 de Novembro de 2021
O programa SETI planeja mudar de estratégia, ajudando ainda mais na busca por vida inteligente extraterrestre.
Créditos: SETI Talks

Aparentemente, o Instituto SETI (Busca por Inteligência Extraterrestre) percebeu que é mais fácil investigar as inteligências extraterrestres que podem estar nos visitando do que procurar sinais de rádio e assinaturas tecnológicas a anos-luz de distância.

O recente reconhecimento da questão UFO pelo administrador da NASA parece ter aberto uma porta pela qual muitos cientistas estavam esperando para passar. E agora, o Instituto SETI – lembrado entre outras coisas por aquele protetor de tela mítico que no final dos anos 90 permitia ao público processar sinais de rádio em busca de inteligências de outros mundos – se junta à discussão.

Pode ser lido na página do evento gratuito organizado pelo SETI Talks no Evenbrite: “Em junho deste ano, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou seu relatório preliminar sobre Fenômenos Aéreos Não Identificados (UAPs/UFOs). O relatório catalogou e investigou registros de encontros inexplicáveis vistos no céu a partir de navios e caças da Marinha dos Estados Unidos. A conclusão mais forte do relatório é que a grande maioria dos UFOs representam objetos físicos e suas manobras surpreendentes não são causadas por qualquer tecnologia avançada dos Estados Unidos, nem há evidências de que esses objetos vieram do espaço sideral. Então o que são?”

O texto continua: “Avistamentos recentes de UFOs até agora não conseguiram gerar interesse na comunidade científica. Parte do motivo pode ser o aparente tabu em torno desses fenômenos, ligados ao paranormal ou pseudociência, independentemente de sua história. Os cientistas devem se preocupar com esses eventos? Por que devemos nos importar? Todas são boas perguntas, e com razão.”


O agora extinto observatório de Arecibo, usado pelo lendário projeto SETI.
Fonte: SETI

“Para responder a essas questões e discutir como poderíamos estudar cientificamente os UFOs, convidamos dois cientistas para discutir suas ideias. O doutor Jacob Haqq-Misra, astrônomo do SETI e investigador principal do Blue Marble Space Science Institute, e o doutor Ravi Kopparapu, cientista planetário e astrofísico do Goddard Space Flight Center, da NASA. Ambos co-escreveram dois artigos, um na Scientific American publicado em julho de 2020 e outro no Washington Post em junho de 2021, e defendiam a pesquisa científica dos UFOs por equipes interdisciplinares de cientistas.”

Tanto Kopparapu quanto Haqq-Misra enfatizam que descartar o tabu em torno dos UFOs desencadearia uma investigação científica genuína para realmente descobrir o que eles são. O SETI Talks, acrescenta, justificando sua incursão pelo assunto: “Como Carl Sagan concluiu no debate de 1969, os cientistas devem ter mentes abertas; essa é a força vital da ciência.”

O evento será transmitido online e acontecerá no dia 18 de novembro. Para ver a programação da sua parte do mundo e se cadastrar, recomendamos baixar o aplicativo Evenbrite no seu dispositivo móvel e clicar aqui. O acesso é gratuito.

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos