DESTAQUE

Grande asteroide passará pela Terra na próxima semana

Por
26 de Agosto de 2017
Em 01 de setembro o asteroide Florence passará a uma distância segura da Terra
Créditos: Arquivo

Sempre que surge a notícia de que um asteroide irá passar pela Terra, vários sites sensacionalistas e mistificadores publicam suas habituais notas alarmistas, recheadas com artes de rochas espaciais penetrando a atmosfera terrestre, ou do cenário apocalíptico do impacto que há 65 milhões de anos extinguiu os dinossauros, bem como três quartos das espécies animais e vegetais da Terra. Contudo, mesmo que o evento do próximo dia 01 de setembro não represente qualquer perigo para nós, será sem dúvida interessante por se tratar da maior rocha espacial a se aproximar da Terra desde que o programa da NASA para rastrear Asteroides Próximos da Terra (NEOs) foi criado.

O corpo celeste em questão é o asteroide 3122 Florence, que mede 4,4 quilômetros de extensão. Como comparação, o objeto que causou a extinção dos dinossauros media cerca de 10 km. Florence foi batizado em homenagem a Florence Nightingale (1820-1910), que criou o moderno serviço de enfermagem. A passagem do próximo dia 01 de setembro acontecerá a aproximadamente 7 milhões de km da Terra, ou 18 vezes a distância do planeta até a Lua, não representando a mais remota ameaça contra nosso planeta. Cálculos de sua órbita apontam que ele passou mais perto, a 6,7 milhões de km, em 31 de agosto de 1890, e somente se aproximará tanto de nosso planeta após o ano 2500.

Florence foi descoberto em 02 de março de 1981 pelo astrônomo Schelte Bus no Observatório Siding Spring, situado no sudoeste da Austrália. A estimativa de suas dimensões foi feita utilizando-se o telescópio espacial Spitzer e a NeoWise. A passagem é uma excelente oportunidade para obter mais informações desses corpos celestes, especialmente do Florence, que é bem maior do que a maioria dos NEOs observados nos últimos anos. Assim, a NASA irá realizar estudos via radar, utilizando o Sistema de Radar Solar Goldstone, na Califórnia, e Observatório de Arecibo em Porto Rico. Espera-se que tais estudos possam revelar detalhes da superfície do asteroide com resolução de aproximadamente 10 metros. Astrônomos amadores igualmente podem observar a rocha espacial com pequenos telescópios, enquanto Florence passa pelas constelações de Piscis Austrinus, Capricórnio, Aquário e Delphinus.

crédito: NASA
Imagem que ilustra a distância na qual Florence passará pela Terra, sem oferecer qualquer perigo
Imagem que ilustra a distância na qual Florence passará pela Terra, sem oferecer qualquer perigo

Confira uma animação mostrando a passagem do asteroide Florence

O meteoro, o asteróide e as mistificações

Missão da NASA irá coletar amostras de asteroide

É uma farsa a notícia de um impacto de asteroide em fevereiro

Falsa notícia de UFO orbitando asteroide se espalha

NASA abre escritório para proteger a Terra de asteroides

Armas nucleares podem salvar a Terra de asteroides

Mais um impacto aconteceu em Júpiter

ONU completa primeira fase de trabalho para proteger a Terra de asteroides

Saiba mais:

Livro: Dossiê Cometa

DVD: Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial

crédito: Revista UFO
Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial
Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial

Veja em 50 Anos de Exploração Espacial os momentos mais emocionantes da trajetória da NASA, desde o primeiro homem em órbita até as missões do ônibus espacial. A série contém ainda detalhes do funcionamento de satélites espiões, do desenvolvimento da Estação Espacial Internacional e da implantação do telescópio Hubble. Conheça a verdadeira razão de não voltarmos mais à Lua e descubra que o destino agora é Marte, Vênus, Júpiter e mundos além do Sistema Solar, e quais são os planos da NASA para alcançá-los.

Já está no ar a Edição 248 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2017

E se eles revidarem?

UPDATED CACHE