DESTAQUE

Google celebra 115 anos da descoberta do Mecanismo de Antikythera

Por
17 de Maio de 2017
Fragmentos do Mecanismo de Antikythera e uma réplica
Créditos: Arquivo

Um dos aspectos mais celebrados do Google é a homenagem que costuma fazer a eventos ou personalidades históricas em sua página inicial mudando de forma estilizada seu logotipo, os famosos Doodles. Entre os exemplos que apresentamos nos links abaixo está até mesmo o aniversário do Caso Roswell. Um dos mais recentes da série lembra os 115 anos do descobrimento de um dos maiores enigmas da Arqueologia e da Ufoarqueologia. Em 17 de maio de 1902 o arqueólogo grego Valerios Stais investigava um navio romano naufragado na ilha de Antikythera (ou Anticítera), da metade do primeiro século A. C. A embarcação era grande para o tempo, com 4 metros, e o achado principal foram artefatos em vidro e cerâmica, além de estátuas de bronze e mármore.

Porém, um estranho conjunto de engrenagens, dividido em 82 fragmentos, ao longo dos anos intrigou e fez crescer cada vez mais o interesse de arqueólogos e outros pesquisadores. O Mecanismo de Antikythera, embora incompleto, mostrava uma complexidade e sofisticação que o tornaram o único de seu tipo já encontrado. Tem 1.400 caracteres estampados em suas peças, alguns medindo somente 1,2 mm. Era contido em uma caixa de madeira, de tamanho similar a uma caixa de sapatos, e operado a manivela, mas o desgaste provocado pela exposição ao mar sempre dificultou a pesquisa quanto a sua origem e características. Descobriu-se que é composto por 30 engrenagens produzidas com impressionante precisão, e logo se descobriu, estudando os símbolos e a montagem, que o dispositivo cumpria alguma função em termos de cálculos astronômicos.

O Mecanismo de Antikythera foi inicialmente datado de 85 A. C., mas estudos mais recentes apontam que pode ser ainda mais antigo, ao redor de 150 A. C. Não foram ainda encontradas pistas quanto a quem foram seus construtores, mas ele estava tão adiantado de seu tempo que seus componentes são comparáveis a alguns dos melhores relógios do século XVIII. O dispositivo possui um mostrador na frente que exibe calendários solares e do zodíaco, e os mostradores os de trás mostram o movimento de ciclos celestes, posições dos planetas, do Sol e da Lua, as fases desta, previsão de eclipses e até mesmo a data dos Jogos Olímpicos. Recentemente, utilizando modernos dispositivos de escaneamento, boa parte dos caracteres pôde ser lida confirmando que era um calendário astronômico, possivelmente utilizado para ensinar a observação astronômica. O Mecanismo de Antikythera e uma réplica se encontram expostos no Museu Arqueológico Nacional de Atenas, com outra réplica residindo no Museu Americano do Computador em Montana, Estados Unidos.

crédito: Google
Doodle que homenageia a descoberta do Mecanismo de Antikythera
Doodle que homenageia a descoberta do Mecanismo de Antikythera

Confira o Doodle do Mecanismo de Antikythera

Doodle que comemora os 66 anos do Caso Roswell

O final da missão da nave Cassini é homenageado com um Doodle

A missão New Horizons foi celebrada com um Doodle

Site do Projeto de Pesquisa do Mecanismo de Antikhytera

Mais imagens do Mecanismo de Antikythera

Vídeo mostrando a pesquisa do Mecanismo de Antikythera

Uma semana com Däniken no Peru

Somos Todos ETs é o mais novo livro da Biblioteca UFO

O Segredo das Pirâmides discute em detalhes inéditos os grandes monumentos

Sítio arqueológico no Amapá intriga a comunidade científica

Tablete de pedra de 13.000 anos descreve impacto de cometa

Saiba mais:

Livro: Vimanas: Veículos Voadores de Nossos Antepassados

DVD: Pacote Completo - Extraterrestres no Passado III

crédito: Revista UFO
Pacote Completo - Extraterrestres no Passado III
Pacote Completo - Extraterrestres no Passado III

Esta é a versão nacional da terceira temporada de Extraterrestres no Passado, agora com 16 episódios. A série, contendo 350 minutos de duração, apresenta as provas definitivas de que seres extraterrestres provenientes de várias origens estiveram em nosso planeta na Antiguidade e interagiram com nossos antepassados, mudando drasticamente o rumo da humanidade. Na terceira temporada de Extraterrestres no Passado, do History Channel, você verá abundantes evidências que apoiam esta afirmação e quais foram as consequências da convivência de nossa espécie com alienígenas. Os episódios são oferecidos com legendas em português, em um pacote com 4 discos em 2 estojos (cases), acomodados em um box luxuoso.

Já está no ar a Edição 241 da Revista UFO. Aproveite!

Dezembro de 2016

Um dia a história terá que ser rescrita

UPDATED CACHE