DESTAQUE

Gevaerd apresenta a Ufologia Brasileira em Ribeirão Preto

Por
27 de Agosto de 2019
A. J. Gevaerd
Créditos: UFO

O Editor da Revista UFO A. J. Gevaerd apresenta esta noite, em Ribeirão Preto, a palestra intitulada Os UFOs no Brasil são assunto oficial que mostra o processo de abertura ufológica do Governo Brasileiro passo a passo a partir da campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, da Revista UFO e Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU). Nela, Gevaerd mostra documentos e nossos principais casos, como Varginha, a Noite Oficial dos UFOs no Brasil e, claro, a Operação Prato.

"Um dos pontos que deixarei claríssimo é que foi o Brasil, em 1954, o primeiro país a reconhecer a existência dos discos voadores e sua origem exógena à Terra. Não foi a França, em 1976, como consta erroneamente na literatura ufológica", ressalta Gevaerd.

 

A palestra ocorre às 19h30, no Ribeirão Shopping,  na Rua Cel. Fernando F. Leite, 1.540. Jardim Califórnia, na cidade de Ribeirão Preto (SP), porém os ingressos para o evento já estão esgotados há uma semana.

Os UFOs no Brasil são assunto oficial, explica que o Brasil foi o primeiro país do mundo a reconhecer publicamente a natureza extraterrestre dos OVNIs, já em 1954, quando o primeiro comitê oficial para pesquisa de OVNIs foi estabelecido no país pela Força Aérea Brasileira. Depois disso, e em pelo menos três outras ocasiões, o governo da nação tratou os OVNIs de maneira oficial com pesquisas sérias. 

Em 2004, o pesquisador A. J. Gevaerd, à frente Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU), iniciou a primeira campanha nacional para solicitar a revelação governamental de segredos de OVNIs obtidos naquelas décadas de esforços militares para investigar os fenômenos. O resultado foi mais do que positivo e os militares liberados até agora,  cerca de 20.000 páginas de documentos impressionantes, incluindo aqueles que revelam os OVNIs são sólidos e estão sob controle inteligente. Conheça todo o envolvimento oficial brasileiro com os fenômenos ufológicos.

Primeiro contato vira 'questão de tempo'

Para Gevaerd, a ocorrência de um primeito contato oficial extraterrestre é uma questão de tempo. Como o choque cultural será muito grande, esse contato deve ser feito de forma subliminar, gradual. “Mas isso vai acontecer até a metade desse século e será um momento especial. Vamos reescrever a nossa história. Será que essas civilizações tiveram um Jesus? Será que acreditam em Deus? Isso vai abalar as religiões?”, prevê ele.

Ele ainda acredita que aqueles no comando do mundo sabem disso, tanto que há 20 anos fazem reuniões para discutir a possibilidade desse contato. “Na Royal Society de Londres, o (Stephen) Hawking falou: ‘Se o telefone tocar e for alguém do outro lado, talvez seja melhor não atender. Pode ser uma coisa ruim’. Certamente será um evento traumático, um choque. Mas há uma outra questão: será que somos dignos desse contato? Ainda temos guerra na base do machete, gente miseravelmente passando fome. Não conseguimos resolver o básico, somos governados por déspotas. Então é uma sociedade doente. Como receberemos os ETs? Alguém já falou que a Terra é o inferno do universo.”

Sua crença na existência de vida extraterrestre, inclusive, apresenta uma argumentação convincente, embasada em dados científicos. “O universo é composto de bilhões de galáxias. A nossa é a Via Láctea, que tem 200 bilhões de estrelas. O Sol é uma estrela e tem 10 planetas ao redor. Se pegarmos esse modelo e aplicarmos à galáxia, teremos 200 bilhões de planetas habitáveis. É muito? Divide por 10, por 100, por 1.000. Mesmo que seja 0,0001% (os planetas com vida), já temos milhões de civilizações. Então, a possibilidade de haver vida no universo é de 110%.

 

Saiba tudo sobre o UFO SUMMIT 2019 em www.ufosummit.com.br

O maior evento do ano da Ufologia Brasileira. Garanta a sua vaga!

 

Já está no ar a Edição 271 da Revista UFO. Aproveite!

Agosto de 2019

Abdução em Pascagoula

UPDATED CACHE