1
DESTAQUE

Força Aérea dos EUA não gostou da invasão à Área 51 convocada pelo Facebook

Por
18 de Julho de 2019
A base militar da Área 51 é restrita, o que significa que há pouca informação disponível sobre o que acontece lá
Créditos: Getty imagens

Um usuário do Facebook com o nome de SmyleeKun e o grupo “Shitposting cause im in shambles” criou o evento, intitulado Storm Area 51, They Can’t Stop All of Us (Invadir a Área 51. Eles Não Podem Parar Todos Nós).  O evento está marcado para 20 de setembro de 2019,  às 3h da manhã.

Os participantes pretendem se encontrar no Alien Center da Área 51 em Amargosa Valley, Nevada, antes de prosseguir para a Área 51 em si. E tentarão prosseguir de qualquer maneira. “Nos encontraremos todos na atração turística do Alien Center da Área 51 e coordenaremos nossa entrada. Se fizermos uma corrida de Naruto, podemos nos mover mais rápido que suas balas. Vamos ver os alienígenas!”, diz o anúncio do grupo. A parte da corrida de Naruto da chamada à ação refere-se a um avestruz de um personagem de anime popular japonês.

www.facebook.com

  

Em outro comentário um integrante avisa: “Vamos de fato ver os alienígenas. Espero que você seja como eu e já esteja praticando sua corrida, porque estamos fazendo isso: reuniremos dezenas de milhares de pessoas e passaremos direto pelos guardas da Área de Segurança Nacional de Nevada (NNSS) e invadiremos a Área 51 antes que eles possam nos pegar ou atirar em todos nós. Quem está com a gente?

Seu plano, marcado para as primeiras horas de 20 de setembro, ganhou força; 1,6 milhão de pessoas responderam como “participando” do ataque, enquanto 1,2 milhão a mais está “interessado” em invadir a Área 51. A última vez em que alguém tentou ultrapassar os guardas armados no local, não foi tudo tão bem. Em janeiro, um homem foi baleado pela força policial do xerife do Condado de Nye e pelos oficiais da força de segurança da NNSS, depois que ele os conduziu em uma perseguição, enquanto tentava entrar no Local de Segurança Nacional de Nevada carregando um objeto cilíndrico ainda não identificado.

  

 

"Podemos nos mover mais rápido do que suas balas. Vamos ver esses alienígenas", diz a página na rede social com milhares de comentários sobre o evento marcado para setembro. Em resposta, uma porta-voz da Força Aérea disse ao jornal The Washington Post que o órgão está "pronta para proteger os Estados Unidos e seus ativos".

Em um post colocado no topo da página do evento, um usuário chamado Jackson Barnes desenhou um diagrama de "plano de jogo", ilustrando como diferentes facções de participantes poderiam melhor enxamear a base. Sob o esquema dele, Barnes escreve: “Olá governo dos EUA, isso é uma piada, e na verdade não pretendo seguir em frente com esse plano. Eu apenas pensei que seria engraçado e conseguiria algumas curtidas na internet. ”(Ele atualmente tem 100 mil curtidas pelo seu esforço).

  

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Astrologeez (@capricornyio) em

  

O aviso de Barnes contém talvez a informação mais importante a reter desta história: “Storm Area 51” é uma piada. E, por meio do engajamento com essa piada, a maioria das pessoas está simplesmente tentando levá-la a outros extremos de tolices, como postar sugestões bizarras de blitzkrieg baseadas em signos astrológicos.

"Eu só achei que seria engraçado, não me responsabilizo se as pessoas decidirem realmente invadir a Área 51", escreveu Barnes na página do evento. Mas a Força Aérea americana não está vendo graça. "[A Área 51] é um campo de treinamento aberto para a Força Aérea dos EUA, e nós desencorajamos qualquer um a tentar entrar na área onde treinamos as forças armadas americanas", disse a porta-voz.

 

Teorias e verdades da Área 51

Segundo o editor da Revista UFO A. J. Gevaerd, "essa iniciativa é completamente inócua". Pois, desde os anos 90, quando das primeiras viagens do editor aos Estados Unidos para fazer palestras em Las Vegas, já se sabia que não restava mais nada de extraterrestre na Área 51. “Tudo foi transferido de lá. Parte foi levada para a Área 52, que fica a 140 km ao norte, – e ali ninguém consegue filmar mesmo, nem o Google tem imagens - outra parte foi levada para a Naval Air Weapons Station China Lake, base naval americana situada no Lago China, ao norte da Califórnia e demais partes ainda foram levadas para localidades desconhecidas. Não há mais nada lá, nem um parafuso de disco voador na Área 51”, explica Gevaerd.

Teorias sobre a base começaram em 1989, quando o homem chamado Bob Lazar afirmou em uma entrevista na TV dos EUA que ele era um físico que havia trabalhado na Área 51 com tecnologia reversa em naves alienígenas.  Lazar apareceu recentemente no podcast do comediante Joe Rogan e em um documentário da Netflix, que pode ter despertado novo interesse em sua história. 

 

Bob Lazar no lançamento de seu documentário da Netflix, com George Knapp e Jeremy Corbell. (Getty imagens)

 

Ele relatou ter desmontado um UFO e lido documentos do governo descrevendo a presença de alienígenas na vida na Terra. Daí advém as teorias que dizem que o governo dos EUA tem informações sobre vida alienígena e UFOs que estão escondendo da população em geral.  Se isso é verdade, e é bem possível que seja, não existe mais nada lá.  Quem acha que a base da Área 51 mantém alienígenas capturados, sua tecnologia e objetos voadores não identificados, está perdendo seu tempo, pois já não estão mais no local. O local atual continua sendo incerto e inacessível. 

  

Onde fica a Área 51?

A Área 51 faz parte de uma base militar a cerca de 130 quilômetros a noroeste de Las Vegas, no Estado de Nevada. O governo dos EUA chama o local de Centro de Teste e Treinamento de Nevada, parte da ampla Base da Força Aérea Edwards. Sua função não é divulgada ao público, como acontece com muitas bases militares nos EUA.

   

 Área 51 fica no deserto do Estado americano de Nevada. (Getty imagens)

  

Atacar o lugar pode ser um pouco difícil, já que ele tem acesso restrito ao público e guardas armados patrulhando o perímetro constantemente. Também é difícil entrar no seu espaço aéreo sem permissão do controle de tráfego aéreo, algo que provavelmente não será concedido.

A Força Aérea dos EUA não está se divertindo com a piada e disse ao New York Times que "qualquer tentativa de acessar ilegalmente instalações militares ou áreas de treinamento militar é perigosa". Os sinais de “não invasão” na área afirmam que o uso de “força letal” contra intrusos é autorizado.

O Times também notou que o Hotel Little A'Le'Inn, de temática alienígena, foi reservado no dia 20 de setembro, com muitos convidados fazendo referência ao evento do Facebook enquanto faziam reservas. Parece que algumas pessoas esperam levar essa brincadeira o mais longe possível.

Com certeza, mesmo aqueles que viajam para Nevada com a intenção de descer na Área 51 são muito improváveis ??de chegar perto da zona restrita da base, não apenas porque é assiduamente vigiada e patrulhada, mas porque está localizada profundamente em uma região desolada e extremamente quente em um trecho de deserto, longe de amenidades como lojas de conveniência e banheiros públicos . 

Se este meme do Facebook será esquecido na próxima semana, ou catalisará uma ação real em 20 de setembro, ainda não sabemos. A verdade está lá fora. Mais precisamente, na Área 52.

Fonte: BBC, New York Times, The Guardian e Facebook

   

Já está no ar a Edição 269 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2019

Como são eles?