DESTAQUE

Fenômenos astronômicos e a passagem da Estação Espacial hoje podem causar confusão com UFOs

Por
14 de Dezembro de 2020
Sempre que há momentos espaciais para os corpos do Sistema Solar, há também quem confunda UFOs com eles.
Créditos: Revista Galileu

Desde ontem, dia 13, e por toda esta segunda-feira, 14, teremos notícias de avistamentos ufológicos causados por fenômenos astronômicos relativamente raros e por uma coincidência envolvendo a Estação Espacial Internacional 

Ontem e hoje, dias 13 e 14 de dezembro, as Regiões Sul e Sudeste recebem eventos astronômicos interessantes e importantes. Desde conjunção de planetas, passando por chuvas de meteoros e sobrevoo da Estação Espacial Internacional, a famosa ISS, culminando com um eclipse solar parcial no dia 14 de dezembro. 

Júpiter e Saturno vêm gradualmente se aproximando no nosso céu e o ponto máximo desta conjunção será no dia 21 de dezembro, quando estarão aparentemente a apenas 0,1 grau de distância entre si na abóbada celeste. Para se ter uma ideia do que isto significa, tomando o Sol como base, o céu no entorno da Terra é dividido em 360 graus e o Sol percorre 15 graus a cada uma hora, por causa do movimento do nosso planeta. 

Na noite do dia 13 de dezembro, Júpiter e Saturno estiveram a um grau de distância entre si. Se esticarmos nossa mão em direção ao céu e a abrirmos, isto equivale a um dedo de distância entre os dois planetas. Mas eles se aproximarão cada vez mais, até o ápice em 21 de dezembro. A conjunção deste dia já ganhou o apelido de “Estrela de Natal”, pois o brilho dos dois planetas se somará no céu, lembrando a história da “Estrela de Belém”. Esta rara conjunção só voltará a acontecer nos anos de 2080, 2417 e 2477. 

Um brilho conhecido no céu e confusões na Terra

Ainda hoje, utilizando os planetas Júpiter e Saturno como referência no céu das Regiões Sul e Sudeste, a Estação Espacial Internacional (ISS) passará perto destes planetas a partir de 19h22 e durante 7 minutos, no sentido noroeste para sudeste em São Paulo e imediações. 

Desde as 23h30 de ontem, dia 13 de dezembro,  até o amanhecer de hoje, dia 14, tivemos uma chuva de meteoros que pôde ser cores diversas, dependendo das composições químicas dos bólidos. Em média, neste período, se pôde observar uns 30 meteoros. 

Os eventos astronômicos relatados sempre têm relação com supostos avistamentos de UFOs por parte de leigos e incautos. Por isso, é importante informar tais eventos à Comunidade Ufológica Brasileira, pois sempre no dia seguinte algum noticiário publica uma matéria sobre avistamentos ufológicos quando se confundem planetas, meteoros ou satélites criados pelos humanos com UFOs. 

Finalmente, a partir das 13h00 de hoje, dia 14 de dezembro, começa um eclipse parcial do Sol, principalmente na Região Sul. No Rio Grande do Sul, espera-se que 60% do Sol fique encoberto pela Lua. Já em Santa Catarina e Paraná, o percentual diminui para 50%, caindo ainda para 40% em São Paulo e Rio de Janeiro. O eclipse parcial solar termina às 15h00, aproximadamente. 

Para avistar o eclipse, recomenda-se proteção total para os olhos ou mesmo não olhar diretamente para o astro. Não utilize chapas de raio-X ou vidro tipo fumê. O ideal é comprar em loja de material de construção um vidro de soldador com tonalidade tipo 14.

 

UFO Recomenda

Já está no ar a Edição 281 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2020

Marcados por extraterrestres