DESTAQUE

Ex-senador norte-americano fala a respeito da investigação ufológica do Pentágono

Por
28 de Março de 2018
O senador Harry Reid foi diretamente responsável pela realização do Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais
Créditos: Arquivo

O Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP) continua a ser o principal assunto da Ufologia Mundial desde dezembro, após ser revelado em uma matéria do jornal The New York Times. Após o entusiasmo inicial passaram a surgir suspeitas quanto ao programa, como a forma com a qual os vídeos a ele relacionados foram divulgados pelo ex-agente de Inteligência Luis Elizondo, a pequena quantia investida no programa, 22 milhões de dólares entre 2007 e 2012, ínfima pelos padrões da Defesa dos Estados Unidos, entre outros. Uma das maiores suspeitas recai sobre as ligações da principal figura política responsável pela criação do programa, o ex-senador democrata por Nevada Harry Reid, e o dono da empresa que recebeu a maior parte do financiamento, o bilionário Robert Bigelow, da Bigelow Aerospace.

Harry Reid concedeu recentemente uma entrevista para Eric Benson, da New York Magazine, a respeito do AATIP. Afirma que foi apresentado ao bilionário pelo jornalista George Knapp, logo após Bigelow herdar uma fortuna diante do falecimento do pai. Bigelow e Knapp dividiam o interesse pelo Fenômeno UFO, e enviavam para o político regularmente informações a respeito de ocorrências, incluindo o Caso Roswell. Harry Reid permanecia cético quanto à queda de naves alienígenas, porém se mostrou muito interessado diante da quantidade e qualidade das testemunhas que observavam estranhos objetos nos céus. Seu interesse cresceu quando foi informado que outras nações, especialmente países rivais dos Estados Unidos, estavam ativamente investigando casos ufológicos. Reid afirma que foram tais fatos que o levaram a garantir fundos para uma investigação oficial e sigilosa a respeito.

Sobre o orçamento, Reid comenta: "O que decidimos fazer foi destinar dinheiro não contabilizado, coisa normal relacionada a "projetos negros" altamente secretos, e não tivemos um grande debate no Senado a respeito. Eles colocariam em seu orçamento de defesa 11 milhões de dólares, para essa proposta de estudar fenômenos aéreos. O dinheiro foi dado, uma diretiva encaminhada ao Pentágono, e eles fizeram isso". Para as pessoas que questionam o destino do financiamento, o político afirma: "Bigelow recebeu ajuda porque ele gastou seu dinheiro primeiro. Por dois anos o governo federal o ajudou, milhares de páginas foram reunidas a respeito de coisas que aconteceram. Não havia uma central para reunir essa documentação, e foi isso que ele fez. Ele construiu seu prédio para isso. Por dois anos conseguimos auxílio, mas então houve uma mudança de líderes e o governo federal saiu do projeto".

crédito: CNN
Luis Elizondo estará em Porto Alegre para grande evento da Revista UFO em maio
Luis Elizondo estará em Porto Alegre para grande evento da Revista UFO em maio

PROJETO NÃO TEVE APOIO

O senador Harry Reid ainda afirma que Luis Elizondo, que comandou o AATIP, era muito interessado na questão dos UFOs mas renunciou a seu cargo de agente de Inteligência porque poucas pessoas no Pentágono levavam a sério a investigação. Reid afirma que todos os funcionários envolvidos e que desejavam chegar ao fundo da questão estavam furiosos com a falta de ação e interesse do governo federal. O ex-senador afirma que o assunto dos UFOs nunca foi levado a sério pelos militares ou pelo governo pelo medo do ridículo, de que os interessados em investigar tais ocorrências fossem tomados como malucos. Harry Reid ainda comenta que teve conversas sobre a questão com John Podesta, chefe de campanha de Hillary Clinton e longamente interessado nos UFOs. E culpa também a imprensa pelo pouco interesse na matéria: "A imprensa falhou completamente. Temos muitas centenas de páginas de documentação, mais de oitenta por cento disponíveis para o público, mas os jornais e a TV nunca deram atenção. Era isso que eu queria, queria que fosse público, mas a imprensa sequer prestou atenção". Luis Elizondo estará no Brasil em maio para o XXIII Congresso Brasileiro de Ufologia, organizado pela Revista UFO.

Confira outra entrevista de Harry Reid

Visite o site da Bigelow Aerospace

A Revista UFO confirma a participação de Luis Elizondo no XXIII Congresso Brasileiro de Ufologia

Muitas questões ainda não respondidas sobre o metal do estudo ufológico do Pentágono

Pesquisadores alertam para a necessidade de cautela diante da revelação do programa do Pentágono

Pentágono admitiu pesquisa ufológica realizada entre os anos de 2007 e 2012

George Knapp entrevista o ex-funcionário do Pentágono Luis Elizondo

Robert Bigelow é obcecado por UFOs há décadas

Saiba mais:

Livro: Guia da Tipologia dos UFOs

crédito: Revista UFO
Guia da Tipologia dos UFOs
Guia da Tipologia dos UFOs

Há milênios somos visitados por incontáveis raças extraterrestres, que usam para o seu deslocamento até a Terra dos mais variados tipos de veículos espaciais. Os registros do acompanhamento que fazem estas espécies cósmicas são abundantes e têm milhares de anos. São igualmente inúmeras as formas e características dos veículos que tais visitantes usam para fazer sua cuidadosa prospecção de nosso mundo, de nossos recursos e de nossa população. Guia da Tipologia dos UFOs mostra com riqueza de detalhes como são numerosos os tipos de objetos voadores que vêm até aqui, talvez tanto quanto seus planetas de origem.

DVD: A Revelação do Fenômeno UFO

Já está no ar a Edição 255 da Revista UFO. Aproveite!

Fevereiro de 2018

As máscaras começam a cair

UPDATED CACHE