DESTAQUE

Ex-piloto da Marinha norte-americana diz que avistamentos de UFOs já se tornaram diários

Por
17 de Maio de 2021
Segundo Graves, os avistamentos eram tão seguidos que se tornaram rotineiros.
Créditos: Alexandre Jubran

À beira da liberação no próximo mês de um relatório do governo sobre avistamentos de fenômenos aéreos não identificados, mais conhecidos como UFOs, um ex-piloto da Marinha dos Estados Unidos relatou no programa 60 Minutes a frequência absurda de avistamentos que ele e seu esquadrão tiveram entre 2015 e 2017.

O ex-tenente da Marinha norte-americana Ryan Graves diz que ele e outros membros de seu esquadrão de caça F/A-18 Hornet detectaram objetos estranhos, manobráveis e não identificados voando no espaço aéreo restrito a sudeste de Virginia Beach quase todos os dias durante dois anos, começando em 2015. Os avistamentos se tornaram tão comuns que os pilotos e suas tripulações começaram a considerá-los garantidos. Graves está chamando esses objetos de uma ameaça à segurança em uma entrevista do programa 60 Minutes, que foi ao ar ontem, 16 de maio. Assista aqui.

Graves é um dos vários ex-militares que falaram publicamente sobre o que o Pentágono agora chama de fenômenos aéreos não identificados ou UAP. Esses avistamentos documentados de UAP, registrados em vídeos de câmeras e fotos tiradas por militares dos Estados Unidos, foram analisados pelo Departamento de Defesa (DoD) há anos. Mas o governo reconheceu relutantemente os esforços internos depois que vídeos não classificados de UAP vazaram para o New York Times em 2017.

“Estou preocupado, francamente. Você sabe, se esses fossem jatos táticos de outro país que estavam dando uma volta por lá, seria um problema enorme”, disse Graves a Bill Whitaker em uma entrevista que foi ao ar no domingo, no 60 Minutes. “Mas, como parece um pouco diferente, não estamos dispostos a realmente encarar o problema. Estamos felizes em simplesmente ignorar o fato de que eles estão lá fora, nos observando todos os dias.”


Ryan Graves disse que, por dois anos, os avistamentos ocorriam com tamanha frequência que os pilotos já não se supreendiam.
Fonte: australiannewsreview.com

Graves diz que os pilotos que viram UAPs especulam que podem ser uma tecnologia secreta dos Estados Unidos, uma plataforma de espionagem inimiga ou algo totalmente diferente. Assistindo a um dos vídeos não classificados, ele diz: “Este é difícil de explicar. Você tem rotação, você tem grandes altitudes. Você tem propulsão, certo? Não sei. Não sei o que é, francamente. Eu diria que a maior probabilidade é que seja um programa de observação de ameaças”, diz Graves. Ele não descarta a possibilidade de serem de tecnologia russa ou chinesa.

Luis Elizondo, um ex-funcionário do DoD que investigou o Fenômeno UFO por quase uma década, diz que esses veículos exibem tecnologia muito superior a qualquer coisa no estoque de qualquer país. “Imagine uma tecnologia que pode fazer 600 a 700 forças-G, que pode voar a mais de 20.000Km/h, que pode escapar do radar e pode voar através do ar e da água e possivelmente do espaço, e que, a propósito, não tem sinais óbvios de propulsão, sem asas, sem superfícies de controle e ainda assim pode desafiar os efeitos naturais da gravidade da Terra. Isso é precisamente o que estamos vendo.”

O senador Marco Rubio, da Flórida, viu memorandos confidenciais sobre UFOs e pediu uma análise detalhada de fenômenos aéreos não identificados. Em dezembro passado, enquanto ainda chefe do Comitê de Inteligência do Senado, ele pediu ao Diretor de Inteligência Nacional e ao Pentágono que apresentassem ao Congresso um relatório não classificado até junho de 2021.

Fonte

Já está no ar a Edição 284 da Revista UFO. Aproveite!

Abril de 2021

Biden revelará os segredos dos UFOs?