DESTAQUE

Ex-oficial de defesa dos EUA: sabemos que os UFOs são reais - eis o porquê disso

Por
02 de Junho de 2019
Ilustração
Créditos: Shutterstock

Depois de um relatório bombástico detalhando as interações quase diárias de UFOs com pilotos da Marinha americana em 2014 e 2015, Christopher Mellon argumentou que essa informação não é nova, e o governo precisa fazer algo a respeito.

Mellon, ex-subsecretário adjunto de defesa para Inteligência, está envolvido com uma nova série do History Channel, Unidentified, que se expandirá em tópicos discutidos em um recente artigo do New York Times. Em numerosas entrevistas, pilotos da Marinha revelaram que viram UFOs movendo-se a velocidades hipersônicas, executando atos “além dos limites físicos de uma tripulação humana” e sem emitir “som de motor visível ou rastros no céu”.

Em uma entrevista na manhã de quarta-feira (29) com a Fox & Friends, Mellon, que escreveu extensivamente sobre o assunto antes, descreveu as razões pelas quais a Marinha está preocupada com esses aparecimentos.

"Sabemos que os UFOs existem. Isso não é mais um problema", disse ele. "A questão é por que eles estão aqui? De onde eles vêm e qual é a tecnologia por trás desses dispositivos que estamos observando?"

Há indicações, disse Mellon, de que os objetos relatados pelos pilotos da Marinha em 2014 e 2015 estavam fazendo coisas que não são possíveis neste reino físico. As velocidades relatadas (cerca de 8000 km/h, segundo Mellon) só eram sustentáveis por cerca de uma hora por uma aeronave no ar, e esses objetos estariam voando o dia todo, disseram os pilotos.

"Os pilotos que observam essas naves são absolutamente confusos e isso transparece claramente em suas declarações públicas", continuou Mellon.

A fascinação se transformou em medo um dia, no entanto, quando um piloto do Super Hornet disse que ele quase colidiu com um dos objetos - o que ele descreveu como uma esfera envolvendo um cubo. Um relatório oficial foi arquivado, e o incidente quebrou a teoria anterior dos pilotos da Marinha de que os objetos faziam parte de algum tipo de operação de drone extremamente sigilosa.

"Essas são reações entre veículos inteligentemente controlados que operam dentro e ao redor das instalações militares dos EUA, daí a preocupação", explicou Mellon. "Um: tem havido colisões perto do ar, então há um problema de segurança. Dois, há uma questão vital de segurança nacional que é a de que nossa soberania está sendo violada por veículos de origem desconhecida", continuou ele.

Embora toda essa informação seja uma notícia antiga para a Mellon, ela tomou o país como uma tempestade, e ele diz que dificilmente somos o único país a ter interações com esses objetos. Tendo escrito extensivamente sobre avistamentos de UFOs antes, Mellon disse que está frustrado com a falta de ação tomada pelo governo, assim como os pilotos da Marinha que experimentaram os avistamentos.

Ele decidiu que a única maneira de progredir era divulgar essa informação para o público na forma de seu novo programa e entrevistas na televisão. "Estamos dando ao pessoal militar da linha de frente uma voz", disse ele. "Estamos ajudando-os a divulgar a mensagem do que estão encontrando e por que estão tão preocupados com isso".

Assista à entrevista legendada aqui:

Fonte: Fox News, Canal João Marcelo, Tunguska Legendas

 

Veja Mais:

Pilotos da Marinha americana relatam seus encontros com UFOs

De acordo com cientistas, água teria origem extraterrestre

Primeiro agroglifo da temporada no Reino Unido apresenta sinais de fraude

Plano da NASA revelado: 37 aeronaves e um pouso lunar

Pentágono admite a investigação de UFOs

O que Bob Lazar tem em comum com o comportamento atual do Pentágono?

  

Já está no ar a Edição 268 da Revista UFO. Aproveite!

Maio de 2019

Jung e os UFOs

UPDATED CACHE