DESTAQUE

ETs ainda não foram encontrados porque não procuramos o suficiente

Por
04 de Outubro de 2018
Ilustração Aliens
Créditos: Arquivo UFO

A dúvida que tira o sossego dos cientistas e astrônomos há anos é se existe ou não vida inteligente em outros planetas. Segundo uma pesquisa, mesmo depois de tantos programas de exploração espacial, o ser humano não chegou ao resultado que queria porque simplesmente ainda existe muito mais a ser percorrido do que realmente foi.

Em 2010, Jill Tarter, ex-diretor do programa SETI (Busca por Inteligência Extraterrestre), afirmou que, mesmo depois de 60 anos de pesquisas, toda a análise feita até aquele momento para encontrar sinais vitais em outros planetas era equivalente a buscar por peixes no oceano observando apenas um copo de água. Já o atual estudo - realizado por especialistas da Universidade Estadual da Pensilvânia – chegou à conclusão que, mesmo com os avanços das últimas décadas, o resultado continua não sendo tão satisfatório.

“Embora hoje existam diferenças quanto a afirmação de Tarter em 2010, concluímos que os resultados das pesquisas até o momento continuam sendo muito pequenos. Hoje eles se assemelham a procurar por peixes no oceano olhando apenas para uma banheira de hidromassagem, ao invés de um copo”, declarou o astrônomo Jason Wright.

Em termos mais simples, os pesquisadores explicam que até agora, os astrônomos analisaram o equivalente a cerca de 7.700 litros de água em um oceano onde existem 1,335 bilhão de trilhões de litros. Ou seja: o caminho até os extraterrestres ainda é longo!

Apesar disso, embora a missão de encontrar vida alienígena não tenha apresentado resultados satisfatórios até agora, ainda há esperança de que as pesquisas avancem mais rapidamente no futuro. Isso porque o desenvolvimento da inteligência artificial, em conjunto com novas gerações de supertelescópios, devem ajudar a desvendar os céus de forma mais aprimorada em breve. Esperamos que sim!

Veja o estudo aqui.

Fonte: Galileu

Já está no ar a Edição 260 da Revista UFO. Aproveite!

Agosto de 2018

O ano em que eles inundaram a Europa

UPDATED CACHE