DESTAQUE

Empresa canadense estaria omitindo dados sobre avistamentos de UFOs por pilotos

Por
02 de Agosto de 2021
Não é tão raro para pilotos comerciais terem incríveis avistamentos.
Créditos: GettyImages

O governo dos Estados Unidos divulgou ao público alguns dados sobre encontros ufológicos relatados por militares e pilotos de companhias aéreas comerciais, mas a maioria das pessoas acredita que o banco de dados é muito maior e pode nunca ver a luz do dia - pelo menos na arena pública em geral. Já o Canadá tem um problema diferente quanto à liberação desse tipo de informação - mas com os mesmos resultados frustrantes.

“A Nav Canada essencialmente tem poder discricionário sobre a divulgação de informações sobre este assunto. Isso torna extraordinariamente difícil para quem busca uma maior compreensão desses incidentes”, disse Sean Holman. Em uma investigação detalhada pela VICE, Holman, um professor associado de jornalismo na Mount Royal University, de Alberta, e um pesquisador que se concentra nas leis de liberdade de informação do Canadá, revela por que é mais difícil obter dados sobre encontros de UFOs por pilotos comerciais no Canadá. O sistema de navegação aérea civil - controladores de tráfego aéreo, especialistas em serviços de voo e tecnólogos - trabalha para uma corporação privada, sem fins lucrativos: a Nav Canada.

Fundada em 1966, a Nav Canada é paga pelo governo canadense para operar seu sistema de controle de tráfego aéreo. Apesar de o governo ser seu único cliente, a Nav Canada não tem obrigação de se submeter ao escrutínio público ou responder a solicitações públicas de informações. Isso não significa que não existam dados canadenses de UFOs. De acordo com a VICE, os regulamentos e procedimentos da aviação canadense exigem que os pilotos no Canadá alertem imediatamente os controladores de tráfego aéreo sobre “objetos ou atividades que pareçam hostis, suspeitos, não identificados ou envolvidos em possível atividade de contrabando ilegal” e preencham a ficha de Instruções de Comunicação para Relatos de Avistamentos de Inteligência Vitais (CIRVIS).

Quando recebe um CIRVIS, a Nav Canadá normalmente informa ao 21º Esquadrão de Alerta e Controle Aeroespacial da Real Força Aérea Canadense em North Bay, Ontário, que trabalha com o NORAD (Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte). O esquadrão também registra um relatório para a Transport Canada, o departamento de transporte federal. Isso significa que os militares e o governo têm arquivos sobre avistamentos de UFOs de pilotos comerciais.


Ao que parece, conseguir relatórios sobre avistamentos de UFOs de linhas aéreas no Canadá é complicado.
Fonte: PhotoStock

“Apesar dessas notificações, não há indicação de que a Nav Canada, a Transport Canada ou qualquer ramo das Forças Armadas canadenses investigue UFOs fora da avaliação inicial de segurança. Ou seja, assim que for determinado que um UFO não é algo como um caça a jato russo ou um avião cheio de drogas, o interesse canadense parece oficialmente acabar”, disse Holman.

Os ufólogos sabem que o Sistema de Relatórios de Ocorrências Diárias da Aviação Civil (CADORS) mantém para o público um arquivo digital de incidentes aéreos e contém mais de duas décadas de relatórios de UFOs de companhias aéreas. Infelizmente, os dados são básicos, preliminares, e não o relatório final. Portanto, conclui-se que o verdadeiro e denso conteúdo seria mantido fora do alcance do público. Esta é definitivamente uma era de teorias da conspiração - caso contrário, teríamos divulgação total sobre os UFOs, mesmo que fosse para dizer “Não sabemos sobre outros incidentes além do relatado no recente relatório do governo dos Estados Unidos.”

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos