DESTAQUE

Editor da Revista UFO vai à Nova York encontrar Tom DeLonge e Luis Elizondo

Por
30 de Julho de 2019
Divulgação
Créditos: UFO

Após o encontro da MUFON em Irvine, na Califórina, A. J. Gevaerd vai até Nova York para encontrar Luis Elizondo e Tom DeLonge, ambos da To The Star Academy, responsáveis pelo maior movimento em prol do desacobertamento da ufologia norte-americana nos últimos tempos. DeLonge e Elizondo participarão do evento UFO Summit 2019 da Revista UFO por teleconferência em novembro e prometem revelar mais informações sobre as investigações e pesquisas que têm feito.


O ex-guitarrista e vocalista da banda Blink-182 e CEO da To The Star Academy (TTSA), uma iniciativa de investigação e divulgação da Ufologia que conta com uma comissão de notáveis a fim de conseguir dos governos de vários países a abertura de seus arquivos sobre discos voadores, Tom DeLonge, promete que a verdade sobre UFOs em breve será divulgada ao público. DeLonge acaba de apresentar o episódio final de sua série de TV Unidentified: Inside UFO Investigation transmitida pelo History Channel, nos Estados Unidos.

  

Tom DeLonge

  

A série revelou diversas entrevistas com pilotos da marinha americana relatando seus encontros com UFOs em pleno voo de caças. O episódio final, chamado The Revelation, revelou "evidências de vídeo chocantes" e "depoimentos de testemunhas oculares", juntamente com novas provas sobre "o que o governo americano sabe e estuda sobre UFOs", nas palavras de Delonge. Além de DeLonge, o programa conta com vários notáveis que trabalharam tanto para o governo quanto para a iniciativa privada, nas áreas de Inteligência e pesquisa de tecnologias avançadas. A TTSA tem três divisões, ciência, aeroespacial e entretenimento, e um dos objetos é patrocinar a realização de seriados, documentários e filmes a fim de divulgar a Ufologia para plateias de todo o mundo.


Luis Elizondo foi o oficial de Inteligência de carreira que trabalhou muitos anos no Pentágono, sede do Departamento de Defesa norte-americano. Ele tornou-se uma celebridade mundial com a revelação de que comandou o Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP), a investigação ufológica oficial que aquela instituição realizou. Entre 2007 e 2012 tal programa recebeu 22 milhões de dólares, e Elizondo afirma que a investigação prossegue até os dias de hoje. Luis Elizondo trabalhou ainda no Exército norte-americano, no serviço de Contra Inteligência, e conduziu e supervisionou várias operações de espionagem e contraterrorismo ao redor do mundo. Atualmente Luis Elizondo ocupa o posto de diretor de segurança global e programas especiais na To The Stars Academy.

  

Luis Elizondo

 
A TTSA tem divulgado, desde dezembro passado, os vídeos que comprovam vários encontros entre militares norte-americanos e objetos voadores não identificados. Desde a sensacional revelação do jornal The New York Times Tom DeLonge e Luis Elizondo são presenças frequentes na imprensa mundiais, e embora muitas dúvidas ainda pairem sobre o AATIP, sua revelação sem dúvida deu uma significativa contribuição para uma maior divulgação da pesquisa ufológica. Muitas informações sobre o Fenômeno UFO têm sido divulgadas, e diante da contundência das evidências apresentadas muitos têm sido os questionamentos quanto à aparente falta de interesse dos governos, principalmente o norte-americano, em investigar essa matéria.


Gevaerd se encontra hoje com a dupla para combinações dos próximos passos para o evento de novembro UFO SUMMIT 2019 da Revista UFO. Enquanto aguardamos mais novidades, veja aqui as últimas descobertas da dupla sobre materiais extraterrestres.

  

TTSA faz aquisições de metamateriais

 
A TTSA adquiriu vários fragmentos de metamateriais e um arquivo de análises e pesquisas iniciais para o controverso Projeto de Pesquisa ADAM. ADAM, acrônimo para Aquisição e Análise de Dados de Materiais, é um programa de pesquisa acadêmica focada na exploração de materiais exóticos para inovação tecnológica. A propriedade desses materiais, alegadamente provenientes de um veículo aeroespacial avançado de origem desconhecida, permitiu que a TTSA conduza rigorosas avaliações científicas para determinar sua função e possíveis aplicações.

 

 
"A estrutura e a composição desses materiais não são de nenhuma aplicação militar ou comercial existente", diz Steve Justice, atual diretor de operações da TTSA e ex-chefe de Sistemas Avançados da Skunk Works, da Lockheed Martin. ''Eles foram coletados de fontes com diferentes níveis de documentação em cadeia de custódia, por isso estamos nos concentrando em fatos verificáveis e trabalhando para desenvolver provas científicas independentes das propriedades e atributos dos materiais. Em alguns casos, a tecnologia de fabricação necessária para confeccionar o material somente agora está disponível, mas o material está em posse documentada desde meados dos anos 90. Atualmente, temos várias amostras de material sendo analisadas por laboratórios contratados e temos planos de ampliar o alcance desse estudo.''

   

  

A TTSA também buscará envolver os possíveis parceiros que manifestaram interesse em ajudar a acelerar a pesquisa e o desenvolvimento do ADAM. ''Se as afirmações relacionadas a esses materiais puderem ser validadas e substanciadas, poderemos iniciar o trabalho para fazer a transição deles de uma tecnologia para aplicações comerciais e militares'', acrescenta Justice. ''Como observado em nosso webcast de lançamento da TTSA, em outubro de 2017, tecnologias que nos permitiriam projetar a métrica do espaço-tempo trariam recursos que alterariam fundamentalmente a civilização, com mudanças revolucionárias no transporte, na comunicação e na computação.''

 
Saiba tudo sobre o UFO SUMMIT 2019 em www.ufosummit.com.br

O maior evento do ano da Ufologia Brasileira. Garanta a sua vaga!

 

Já está no ar a Edição 270 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2019

Anunnaki: Aqueles que do céu desceram à Terra