DESTAQUE

É criada a primeira documentação autenticada cientificamente de imagens de UFOs

Por
04 de Agosto de 2021
A proposta do G2P é tornar a investigação de fotos e vídeos uma coisa séria.
Créditos: GettyImages

Em consonância com os objetivos do relatório UFO do Escritório do Diretor de Inteligência Nacional (ODNI), o Genesis 2 Project (G2P) foi estabelecido para realizar investigações empíricas de gravações forenses validadas de UFOs e abrir questionamentos legítimos sobre as implicações de tais tecnologias na segurança nacional.

O relatório UFO dos Estados Unidos, liberado em junho deste ano, forneceu uma visão geral para os formuladores de políticas dos desafios associados à caracterização da ameaça potencial representada pelos UFOs, ao mesmo tempo que forneceu um meio para desenvolver processos, políticas, tecnologias e treinamento relevantes para os militares dos Estados Unidos e outros funcionários do governo, se e quando eles encontram UFOs, de modo a aumentar a capacidade da Comunidade de Inteligência (IC) de compreender a ameaça.

Após uma reunião informativa de Bill Richardson, ex-embaixador dos Estados Unidos nas Nações Unidas e governador do Novo México, sobre seu esforço de coleta de dados de 4 anos e investigação científica de UFOs, o G2P está atualmente se preparando para estender uma oportunidade de investigação mais focada para o senador Marco Rubio, Vice-Presidente do Comitê de Inteligência do Senado, para ajudar na proteção da segurança nacional dos Estados Unidos.

O G2P compartilhará imagens estáticas e vídeos da primeira documentação autenticada cientificamente de UFOs no espaço aéreo norte-americano, incluindo aqueles capturados com tecnologia de infravermelho. A abordagem científica genuína do G2P para o estudo se baseia na primeira etapa crítica da análise forense de mídia digital, realizada pela Primeau Forensics. As análises científicas são realizadas de acordo com os padrões metodológicos definidos pelo Grupo de Trabalho Científico para Evidências Digitais (SWGDE) e o Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST).


O banco de fotos e vídeos do G2P, que ainda está em desenvolvimento, pode ser acessado clicando aqui.
Fonte: G2P

A documentação da cadeia de custódia das evidências (arquivos digitais e dispositivos de captura de imagens) é rigorosamente mantida, desde a entrada até a extração e tratamento dos dados. Além disso, nos esforços contínuos do G2P para combater a pseudociência que está sendo empurrada contra uma abordagem científica empírica válida para os UFOs, eles expandiram sua equipe científica para incluir um ex-físico da NASA e um ex-Agente Especial do FBI e Cientista Forense na Equipe da Unidade de Resposta às Evidências do laboratório do FBI, mas os nomes permanecem em segredo.

Esses especialistas de renome mundial aprimoram a já forte equipe da G2P de diretores e associados nas áreas de ciência, segurança e tecnologia. Todos assinaram acordos de não divulgação, reconhecendo a importância de manter o foco na integridade das informações em si. O estudo empírico sistemático do G2P ajudará a solidificar a transição da investigação ufológica do entretenimento para o científico, ao mesmo tempo em que avança o conhecimento da física e promove ideias inovadoras que beneficiarão a ciência e a tecnologia.

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos