DESTAQUE

Discovery pode ter de pousar no deserto do Novo México

Por
21 de Dezembro de 2006
Créditos: Divulgação

Pista de White Sands é a última opção, mas poderá ser a única com bom tempo

Os astronautas do ônibus espacial Discovery testaram, nesta quinta-feira, 21, os sistemas de pouso, enquanto os diretores de vôo consideravam a possibilidade de a nave ter de pousar, na sexta-feira, em um local precariamente equipado do Novo México.

A Nasa prorrogou a missão em um dia para que os tripulantes concluíssem as tarefas na Estação Espacial Internacional, o que representou um dia a menos de folga para contornar a possibilidade de mau tempo no local "oficial" do pouso, o Centro Espacial Kennedy, na Flórida, e no "reserva", a Base Aérea Edwards, na Califórnia.

Como o combustível que gera eletricidade para a nave está se esgotando, a Nasa prepara o pouso na distante terceira opção: a Pista Northrup, no Porto Espacial White Sands, no Novo México, onde há previsão de tempo bom na sexta-feira. A primeira oportunidade de pouso será às 18h56 da sexta (horário de Brasília) no Centro Espacial Kennedy.

Os controladores de vôo não podem esperar para ver se o tempo estará melhor na Flórida ou na Califórnia, no sábado, último dia em que a nave pode ficar no espaço. A Nasa só desistirá de fazer o pouso na sexta-feira se houver problemas técnicos, segundo Phil Engelauf, diretor do vôo.

A pista de White Sands só foi usada uma vez em 26 anos de história. A nave Columbia pousou ali em março de 1982, concluindo a terceira viagem. Ficou exposta às intempéries durante dias e acabou sendo danificada pela fina areia branca que dá o nome ao lugar.

Continua não existindo hangar em White Sands, mas os administradores estão menos preocupados com a areia do que com os prazos exíguos. A agência ainda precisa realizar 13 vôos para concluir as obras da Estação Espacial Internacional até 2010, quando os ônibus espaciais serão aposentados. Além disso, há previsão de uma missão para realizar os últimos consertos no telescópio espacial Hubble e uma ou duas para abastecer a estação.

O atual vôo do Discovery teve de ser prorrogado para que os astronautas conseguissem consertar um painel de energia solar que havia emperrado quando era recolhido em uma caixa, a fim de ser instalado em outro local da estação em 2007.

O Discovery deve ser inspecionado na Flórida depois do pouso e voltará ao espaço em outubro de 2007, quando levará o laboratório europeu Columbus para a estação.

A Nasa começou a despachar nesta semana para o Novo México o equipamento necessário para proteger a nave até que seja levada para a Flórida, inclusive impedindo o congelamento de peças delicadas.

Engelauf disse que a Nasa vai avaliar as condições meteorológicas na manhã de sexta-feira para então "escolher entre o menor dos males".