DESTAQUE

Departamento de Defesa dos Estados Unidos reage contra as críticas sobre UFOs

Por
11 de Dezembro de 2021
O Pentágono continua a forçar sua agenda ufológica extremamente suspeita.
Créditos: GettyImages

O Departamento de Defesa diz que as preocupações do Congresso dos Estados Unidos e de analistas não correspondem à verdadeira intenção do Grupo de Identificação e Sincronização de Gerenciamento de Objetos Aerotransportados. Para eles, as investigações terão um teor ainda mais sério, chamando as críticas de “equivocadas.”

O Pentágono está resistindo a uma série de críticas de altos funcionários dos Estados Unidos e analistas em todo o mundo sobre um novo escritório que levantou para estudar avistamentos de UFOs, dizendo que as acusações de uma tomada de poder e uma tentativa de contornar a supervisão do Congresso equivalem a uma percepção equivocada. Notícias documentaram na semana passada a reação negativa ao novo Grupo de Identificação e Sincronização de Gerenciamento de Objetos Aerotransportados” do Departamento de Defesa (AOIMSG).

Muitos que acompanharam o assunto de perto chamaram isso de uma tentativa de sufocar contribuições civis essenciais para um assunto complexo e potencialmente perigoso, e membros do alto escalão do Congresso alegaram que isso prejudica a supervisão adequada de uma questão crítica de segurança nacional. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, defendeu a criação do escritório como necessária para dar uniformidade ao processo de relato e posterior análise. Mas, seguindo as notícias, o Departamento de Defesa (DoD) ofereceu outra explicação, dizendo que os críticos do novo escritório não pareciam compreender totalmente sua missão ou responsabilidades.

A porta-voz Sue Gough disse em um comunicado por escrito: “O DoD está comprometido com a transparência para com o Congresso e o povo americano, ao mesmo tempo em que equilibra sua obrigação de proteger as informações confidenciais. Na execução da missão AOIMSG, o DoD manterá o Congresso pleno e atualizado, informando em detalhes não classificados e classificados de suas atividades e conclusões para permitir a supervisão eficaz do Congresso e a prestação de contas ao público. O DoD está ansioso para trabalhar com o Congresso conforme ele conclui sua legislação do Ano Fiscal de 2022 para posicionar o AOIMSG rumo ao sucesso.”

A senadora Kirsten Gillibrand patrocinou uma emenda bipartidária ao projeto de lei do orçamento militar deste ano que aumentaria o estudo do governo sobre a questão e adicionaria mais níveis de supervisão, além de determinar se qualquer avistamento representa uma ameaça de tecnologias desconhecidas em campo da Rússia ou da China – ou de outro país. A emenda pede a criação de um novo comitê consultivo composto por especialistas de agências civis como a NASA e a Administração Federal de Aviação (FAA), para fortalecer o discurso público sobre as descobertas.


Se a situação continuar assim, será difícil termos uma real transparência em relação aos UFOs.
Fonte: Pinterest

Lizzie Landau, porta-voz do New York Democrat, disse ao U.S. News: “Embora apreciemos a atenção do DoD à questão, o AOIMSG não vai longe o suficiente para nos ajudar a entender melhor os dados que estamos coletando sobre os UFOs. A estrutura proposta pelo Congresso faz muito mais para abordar a questão dos UFOs, ao mesmo tempo que mantém a supervisão pública.” O novo escritório do Pentágono serve como uma continuação de um esforço governamental no início deste ano para documentar e analisar relatórios de encontros com  Fenômenos Aéreos Não Identificados (UAPs, no jargão do Pentágono), predominantemente de pilotos militares.

Aqueles que têm acompanhado o assunto de perto por décadas dizem que os militares têm um histórico ruim de policiamento de suas próprias informações e dados, notando que só recentemente reconheceu que não havia abordado completamente relatos de encontros de UFOs no passado. E eles acrescentam que qualquer compreensão completa dos UFOs – seja tecnologia desconhecida em campo pela Rússia ou China, ou algo potencialmente de outro mundo – deve levar em consideração as perspectivas civis.

Clas Svahn, presidente dos Arquivos para o Inexplicável (Archives for the Unexplained) com sede na Suécia, uma das bibliotecas digitais mais abrangentes para avistamentos de UFOs e investigações por governos em todo o mundo, disse: “Ser ‘tão transparente quanto possível’ não significa muito. A abordagem militar é particularmente frustrante quando se trata de observações e relatórios feitos por pilotos da Força Aérea e da Marinha dentro do espaço aéreo restrito, uma vez que certamente serão vistos como algo que pode ameaçar a segurança nacional. Agora os UFOs serão vistos apenas como uma ameaça – e tratados como tal.”

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos