DESTAQUE

Descoberta do primeiro lago líquido em Marte torna cada vez mais evidente a existência de vida no planeta.

Por
25 de Julho de 2018
Pesquisadores italianos exibem os radares Cosm-SkyMed que detectaram a presença de água líquida em Marte.
Créditos: Gregorio Borgia/AP Photo

A Agência Espacial Europeia (ESA) anunciou, nesta quarta-feira (25) que há indícios de presença de água em estado líquido em Marte. Segundo dados coletados por um radar de pesquisadores italianos, há um "reservatório" de água em estado líquido repousando abaixo de camadas de gelo e poeira na região polar sul de Marte. A descoberta levanta a possibilidade de que se encontre vida no planeta, já que a água é essencial para a existência de organismos vivos.

Os cientistas tentam há muito tempo provar a existência de água em estado líquido em Marte. O estudo de pesquisadores, a maioria ligada ao Instituto Nacional de Astrofísica da Itália, foi publicado nesta quarta na revista "Science". A confirmação científica sobre como deve ser esse líquido – doce ou salgado – deverá demorar, de acordo com o doutor em astronomia pela USP, Douglas Galante. Ele diz que para conseguir isso, precisamos perfurar o solo do planeta em uma profundidade que ainda não estamos preparados. O trabalho foi feito com a ajuda do radar da sonda Mars Express e os dados, coletados entre maio de 2012 e dezembro de 2015.

O estudo não determina a profundidade exata do reservatório. Isso significa que os cientistas não puderam especificar se é uma piscina subterrânea, algo parecido com um aquífero ou apenas uma camada de lodo. "Em comparação com os lagos terrestres, é um lago pequeno com seus 20 quilômetros de diâmetro. Mas não conseguimos saber a profundidade porque a água atenua o sinal do radar", disse o astrônomo autor do estudo, Roberto Orosei, em entrevista para a BBC.

Neste ano, a Nasa publicou também na revista "Science" que descobriu material orgânico preservado entre rochas (argilitos) com cerca de três bilhões de anos em cratera do planeta Marte. Os cientistas acreditam que pode ser uma evidência de vida no passado.

Voce pode se interessar também por:

Site da Agência Espacial Européia (ESA)

Europa, lua candidata a abrigar vida alienígena, exibe melhor evidência de gêiseres

Motores da Voyager 1 são acionados após 37 anos sem uso

Metano detectado em Enceladus pode ser produzido por organismos alienígenas

Saiba mais:

Livro: Dossiê Cometa

DVD: Buscando Vida Fora da Terra

Enquanto cientistas de diversas áreas buscam respostas para a origem e o futuro da humanidade terrestre, a exobiologia vasculha vastas regiões do universo à procura de outras formas de vida. Com exuberantes imagens obtidas pela NASA e usando avançados recursos de computação grá×ca, este documentário mostra como seriam as espécies que encontraremos no espaço e deixa claro que esta é apenas uma questão de tempo.

Já está no ar a Edição 259 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2018

A desconcertante casuística polonesa

UPDATED CACHE