DESTAQUE

Se aproxima a confirmação de vida em outro planeta. Como reagiremos?

Por
12 de Fevereiro de 2020
Missões a Marte
Créditos: NASA

Como as pessoas vão reagir à confirmação de que há vida, ainda que microscópica, em outro planeta, ou seja, como o ser humano vai encarar o fato de que a Terra não é o único mundo “vivo”, que não somos a última bolacha do pacote?

Essa questão vem preocupando o diretor da Divisão de Ciência Planetária da NASA James Green, segundo quem a agência, aparentemente, pode estar perto de "fazer alguns anúncios" sobre encontrar vida em Marte. 

 

Notícia revolucionária

Doutor James Green/Crédito: NASA

Em uma entrevista ao jornal britânico The Telegraph, o cientista da NASA alertou que o mundo não está preparado para a descoberta de vida em outro planeta, algo que ele afirma estar a poucos anos de distância. 

“Será parecido com o que aconteceu quando Copérnico declarou que circundávamos o Sol. Algo completamente revolucionário e dará início a uma nova linha de pensamento. Acho que não estamos preparados para os resultados. Não estamos", declarou o cientista. 

Ainda segundo ele, a ciência passará a se perguntar uma série de coisas para as quais não está preparada. E isso significa que a sociedade também não está. “Essa vida é como nós?  Como nos relacionamos com ela?  A vida pode passar de planeta em planeta ou existe uma centelha que no ambiente certo gera vida, igual ou diferente de nós, com base no ambiente químico em que está?", questiona o cientista.

 

 Muitas missões

Como noticiamos aqui, 2020 verá muitas missões em direção a Marte incluindo, veículos espaciais da NASA e da Agência Espacial Europeia, que irão com o propósito de perfurar rochas e penetrar a superfície do planeta. Isso deverá resultar na descoberta de evidências de organismos vivos. 

A sonda europeia ExoMars está programada para pousar em Marte em março de 2021.  O veículo espacial perfurará quase dois metros para recolher amostras.  A matéria rochosa será, então, depositada através de uma abertura que triturará e esmagará a rocha em um laboratório móvel, consequentemente analisando-a em busca de matéria orgânica.  A confirmação de vida pode vir algumas semanas ou meses após o pouso dos veículos. 

 

No rastro da vida

 

O veículo espacial da NASA realizará um trabalho semelhante, perfurando formações rochosas na superfície e recolhendo amostras em tubos de ensaio.  A matéria será, então, enviada de volta à Terra para análise. Essa será a primeira vez em que matéria de Marte será trazida ao nosso planeta. 

Os cientistas buscarão 300 minerais que só podem ser produzidos pela presença de vida.  Os veículos espaciais cobrirão uma região próxima ao que se acredita ter sido um antigo oceano marciano, onde a vida pode ter prosperado bilhões de anos atrás, quando Marte era azul como a Terra.  Embora temeroso, Green disse estar empolgado, “porque as duas missões têm a oportunidade de encontrar vida".

Fonte: Express

Para saber mais sobre a vida em Marte e  os segredos que o planeta possui, não perca a palestra do astro da série Alienígenas do Passado [2010] do canal History Mike Bara, um dos maiores especialistas dobre esse assunto,  no XXV Congresso Brasileiro de Ufologia. Mas atenção, temos pouquíssimas vagas remanescentes. Quando acabarem não abriremos outras pois já lotamos o espaço. Corra!

Assista abaixo um video completo e legendado em português sobre as novas exploraçoes ao Planeta Vermelho:

Já está no ar a Edição 228 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2015

O receio é a extinção de nossa espécie