DESTAQUE

Cometa NeoWise, um deslumbrante espetáculo no céu

Por
06 de Julho de 2020
Cometa NeoWise
Créditos: Space.com

No início deste ano, o telescópio espacial NeoWise descobriu seu mais recente cometa, um objeto distante e discreto, que agora se transformou em brilhante e resistiu à sua aproximação do Sol. Finalmente veremos em cometa em 2020? 

No momento de sua descoberta, em 27 de março, o cometa apelidado de cometa NeoWise em homenagem ao telescópio e catalogado como C/2020 F3, estava localizado a 312 milhões de quilômetros do Sol e brilhando em uma magnitude muito fraca de +17, só visível com grandes telescópios.

Mas agora em julho, o cometa levantou esperanças de que ele se tornará um objeto tentador para observadores do céu, depois que seus dois colegas anteriores – ATLAS e SWAN – fracassaram no início deste ano. 

Quando falamos sobre o brilho do cometa falamos sobre sua magnitude, que é uma medida do brilho de um objeto no céu. Quanto menor a magnitude, mais brilhante o objeto. 

As estrelas mais brilhantes do céu são zero ou de primeira magnitude. As estrelas mais fracas visíveis aos olhos em noites escuras e claras são da sexta magnitude. Estrelas de primeira magnitude são 100 vezes mais brilhantes do que as de sexta magnitude.  

Um lindo espetáculo no céu


NeoWise fotografado da ISS pelo cosmonauta Ivan Vagner Crédito: Space.com

NeoWise sobreviveu à sua abordagem mais próxima do Sol (periélio), ao contrário de seus antecessores de 2020. Durante toda a sua aproximação ao Sol, o cometa exibia uma cabeça perfeitamente circular e bem condensada, chamada coma, em comparação com o coma fraco e ralo do ATLAS e coma com aparência de "martelo" do SWAN. 

Bem antes da chegada solar do NeoWise na sexta-feira, 03 de julho, o veterano observador australiano de cometas Michael Mattiazzo estava confiante de que o objeto permaneceria intacto, dando pelo menos 70% de chance de que ele sobrevivesse ao contato com o Sol. 

E aparentemente aconteceu. Naquela data, o cometa estava a 44 milhões de km do Sol quando foi submetido a temperaturas de até 593 °C. Posteriormente, o movimento rápido para o nordeste e depois para o leste, devido à forte inclinação orbital do cometa, rapidamente o levaria para longe do sSl nos dias seguintes.  

O astrofotógrafo Chris Schur viu o cometa NEOWISE ontem, 05 de julho, em Payson Arizona. "Ele continua impressionante, subindo pela primeira vez sobre o platô, a cerca de 32 km de distância", disse Schur ao Space.com.  "Eu pude vê-lo facilmente a olho nu com cerca de um grau de cauda visualmente. Linda cor amarela na mira".

 

Nos Cabelos de Berenice


Crédito: Space.com

 Originalmente, não era esperado que NeoWise ficasse muito mais brilhante que a nona ou a 10ª magnitude, porém observadores no Hemisfério Sul acompanharam o brilho muito rápido desse objeto, à medida que suas distâncias entre o Sol e a Terra diminuíam. Um consenso de observações colocou em magnitude +9,9 em 10 de maio.  

Em 07 de junho, o cometa estava do outro lado do Sol, a 117 milhões de km de distância da estrela e a 236 milhões de km da Terra. O brilho aumentou 12 vezes em magnitude. 

Entre 22 a 27 de junho, o cometa estava dentro do alcance do Observatório Solar e Heliosférico (SOHO), que está a aproximadamente 1,5 milhão de km em direção ao Sol. Neste ponto do espaço, o período orbital do SOHO corresponde exatamente ao período orbital da Terra. De tal órbita, a sonda é capaz de observar o Sol 24 horas por dia.

E então, inesperadamente, astrônomos amadores conseguiram avistar o cometa antes do nascer do Sol, em 01 de julho.  "Uau, ele estava muito brilhante, perto da magnitude +1", disse Ray Brooks, do Arizona Sky Village. "Se o cometa estivesse no céu escuro a uma altitude decente, seria um objeto espetacular a olho nu"

Em 22 de julho, o NeoWise estará mais próximo da Terra, a uma distância de 103 milhões de km. Em 25 de julho, o cometa aparecerá a 30° acima do horizonte oeste-noroeste quando a escuridão cair. E de 30 a 31 de julho, o cometa passará ao norte do aglomerado de estrelas Coma Berenices ou Cabelo de Berenice.

Segundo nosso consultor Dino Nascimento, "o cometa poderá ser observado entre o início e o meio de agosto, ao entardecer, e com o uso de no minimo um bom par de binóculos". Isso, é claro, se o tempo colaborar e tiver céu limpo.

Fonte: Space.com

Veja, abaixo, um video sobre o cometa NeoWise:

Já está no ar a Edição 272 da Revista UFO. Aproveite!

Setembro de 2019

ETs em nossos dormitórios