DESTAQUE

Cientista fala sobre os riscos de vírus alienígenas

Por
10 de Setembro de 2021
Inicialmente, vírus alienígenas poderiam não representar perigo para os humanos.
Créditos: Adobe Stock

Se algum dia encontrássemos um mundo alienígena cheio de vida extraterrestre, provavelmente veríamos muito mais do que apenas alienígenas de tamanho humano. Qualquer ambiente capaz de sustentar vida o faria dependendo de inúmeros micróbios extraterrestres e, como alerta o astrobiólogo e cosmólogo da Universidade do Estado do Arizona, Paul Davies, também de vírus extraterrestres.

Davies disse ao The Guardian: “Na verdade, os vírus fazem parte da teia da vida. Eu esperaria que, se há vida microbiana em outro planeta, é provável que tenha – se for sustentável e sustentado – toda a complexidade e robustez inerentes à capacidade de trocar informações genéticas.”

Ele argumenta que os vírus – que muitos biólogos argumentam que não atendem aos requisitos mínimos para serem considerados vivos – ainda são uma parte valiosa de um ecossistema devido à sua capacidade de transferir material genético de um organismo para outro, potencialmente impulsionando a evolução.

Os vírus do espaço parecem um ótimo conceito para um filme de terror, mas Davies lembrou ao The Guardian que um vírus alienígena prejudicial provavelmente seria mais perigoso para os habitantes de seu planeta natal do que para qualquer visitante humano – principalmente porque não teria evoluído para infectar e se espalhar entre humanos.


Os vírus teriam que se adaptar ao novo hospedeiro – nós – o que poderia ocorrer caso colonizássemos outro mundo.
Fonte: GettyImages

“Os vírus perigosos são aqueles que estão intimamente adaptados a seus hospedeiros. Se houver um vírus verdadeiramente alienígena, é provável que não seja nem remotamente perigoso”, continuou Davies. Isso é puramente hipotético, é claro. Os melhores cientistas (humanos) ainda não conseguiram encontrar qualquer indicação de que exista outro mundo lá fora com um ecossistema complexo como o da Terra, imagine com alguma forma de vida.

Mas, mesmo além dos possíveis riscos de patógenos alienígenas, o aviso de Davies é um lembrete fascinante de que quaisquer extraterrestres que possam estar lá fora não existiriam no vácuo – provavelmente haveria todos os tipos de vida ao seu redor, assim como os ricos ecossistemas que temos aqui.

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos