DESTAQUE

China construirá observatório astronômico no Pólo Sul

Por
27 de Março de 2007
Créditos: Divulgação

PEQUIM - A China iniciará este ano a construção de um observatório astronômico na Antártida, um dos primeiros do continente, que será instalado a mais de 4 mil metros de altura, informaram hoje responsáveis do projeto à imprensa local.

A expedição para dar início às obras partirá em outubro a bordo do navio quebra-gelo Xuelong (Dragão de Neve), comprado da Ucrânia na década de 90, atualmente em reforma. Este é o único navio da China capaz de chegar ao Pólo Sul.

Yang Huigen, subdiretor do Centro de Estudos Polares da China, afirmou que o observatório será instalado no cume do Domo A (4.093 metros), a massa de gelo mais alta da Antártida.

A construção custará cerca de US$ 120 milhões, que devem ser somados aos US$ 12 milhões que serão gastos na reforma do Xuelong.

Segundo Yang, a \'China enfrenta a concorrência científica de países desenvolvidos\' na Antártida, onde nações como a Austrália e os Estados Unidos também constroem ou planejam a construção futura de observatórios.

O cientista destacou que o novo observatório contará com potentes telescópios de infravermelhos e acrescentou que a pouca umidade do ar antártico, junto a sua pureza e sua estabilidade, fazem com que o Pólo Sul seja um dos lugares mais adequados do mundo para a observação astronômica.